Golpista da “reza” que dizia ser de Cachoeira do Sul leva R$ 60 mil de vítima

Por 30 de julho de 2022

Crédito: Marcello Casal Jr

Um caso que desafia a Polícia de São Lourenço tem como personagem principal um homem que aparenta ter cerca de 40 anos e afirmou ser de Cachoeira do Sul para uma vítima que teve o prejuízo de R$ 60 mil.

No começo da semana, uma moradora de Travessa Fiorame compareceu na Delegacia de Polícia para registrar o caso. Segundo seu relato, naquela mesma tarde, o estelionatário chegou em sua residência dizendo que iria fazer uma “reza” para sua família a tratar melhor.

Nos dias 18 e 19 deste mês, a vítima tinha ido ao banco fazer duas retiradas de R$ 30 mil, totalizando R$ 60 mil; O montante era de uma herança que uma tia de seu marido havia deixado.

O golpista disse que precisava do dinheiro para fazer a “reza”. Na sequência, entrou com a mulher em seu quarto, quando teria visto o valor guardada no roupeiro.

Ao colocar a quantia separada de R$ 30 mil em saquinhos, enrolou o dinheiro em toalhas e colocou sob o colchão. Após o golpista ir embora, a vítima verificou que sob o colchão estavam apenas as toalhas, mas o dinheiro não estava junto.

O homem que dizia ser cachoeirense deixou um número de telefone e a Polícia apura a informação, juntamente com os detalhes no depoimento da vítima.

A mulher chegou a dizer não saber os motivos de ter acreditado no golpista e que parecia estar sob uma espécie de poder hipnótico.