23.2 C
Cachoeira do Sul
sábado, 31 outubro, 2020 - 16:13
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Geração de emprego: Cachoeira do Sul fecha oito meses com saldo negativo

A Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia divulgou, nesta quarta-feira (30), o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), com a inclusão dos dados de agosto. A reportagem do Portal OCorreio teve acesso aos números de Cachoeira do Sul. Segundo o levantamento, foram 222 admissões e 218 desligamentos no período. Ou seja, a geração de quatro postos de trabalho em agosto. No entanto, o saldo de 2020 segue negativo para os cachoeirenses. Desde o começo do ano, 2,4 mil demissões foram registradas. A consequência foi a extinção de 484 postos desde janeiro.

RS

Segundo dados do Caged, o saldo foi positivo no Rio Grande do Sul em 7.228 vagas (72.244 admissões e 65.016 desligamentos) em agosto. No ano, o saldo ainda é negativo: 88.582 postos de trabalho perdidos.

BR

Todas as regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em agosto. O Sudeste liderou a abertura de vagas, com 34.157 postos a mais, seguido pelo Nordeste com 22.664 postos criados e pelo Sul com mais 20.128 postos. O Centro-Oeste abriu 14.084 postos de trabalho e o Norte criou 13.297 postos formais no mês passado.

Na divisão por unidades da Federação, a criação de empregos se disseminou pelo país. Todos os estados e o Distrito Federal abriram postos com carteira assinada em agosto. As maiores variações positivas ocorreram em São Paulo, com a abertura de 64.552 postos; Minas Gerais, 28.339 postos, e Santa Catarina, 18.375 postos. Os três estados que menos criam postos de trabalho foram Sergipe, 368 postos; Amapá, 434 postos, e Roraima, 700 postos.

Pelo segundo mês seguido, o país criou empregos formais. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, 249.388 postos de trabalho com carteira assinada foram abertos no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

Esse foi o melhor resultado para meses de agosto desde 2011, quando haviam sido abertas 190.446 vagas formais. No acumulado do ano, no entanto, o mercado de trabalho continua sentindo o impacto da pandemia. De janeiro a agosto, foram fechadas 849.387 vagas, o pior resultado para os oito primeiros meses do ano desde o início da série histórica, em 2010.

Advertisement
Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região