Saúde define novas ações de enfrentamento à covid-19

Por 28 de outubro de 2021

Gestores da saúde estão preocupados e definem novas estratégias contra a covid-19. Foto: Viviane Souza/Imprensa Saúde

 

O crescimento no número de contaminados pela covid-19 em Cachoeira do Sul afora casos suspeitos e o descumprimento domiciliar por positivados reacendeu o sinal de alerta por parte da Secretaria de Saúde. Por isto, novas ações de prevenção estiveram em pauta em uma reunião com a presença de gestores do Setor de Epidemiologia do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) e a coordenação da Defesa Civil.

Uma das decisões tomadas diz respeito a implementação de um cronograma de contingência para o verão, com planos e práticas que possam minimizar resultados negativos a partir de aglomerações já previstas com o combo calor, festas de final de ano e férias. “Vamos atacar a repetição de comportamentos que nos prejudicaram e mobilizar nossa população em vários aspectos para o compromisso com a coletividade”, disse o secretário de Saúde, Marcelo Figueiró.

Alinhada na tarefa de enfrentamento à pandemia, a Defesa Civil vai coordenar o plano estratégico da situação emergencial. “Precisamos reunir esforços em diferentes áreas e atacar as prioridades, buscando antecipar alternativas caso surjam condições inesperadas”, explica o coordenador Edson das Neves Junior. O grupo vai focar em ações preventivas como a testagem em massa dos pacientes sintomáticos, investir ainda mais na fiscalização dos protocolos sanitários e cobrar uma ação mais efetiva dos agentes que munem a rede privada de diagnóstico e tratamento do coronavírus, como os laboratórios e farmácias da cidade.

ESTRATÉGIAS CONTRA A PANDEMIA

* Ampliar ações de monitoramento e fiscalização da covid-19: depois de um período de recuo da pandemia, o grupo decidiu por manter em operação pelo menos quatro equipes (quatro veículos da SMS e de outras pastas tripulados por agentes de saúde e equipes técnica/fiscal) em prontidão no monitoramento de suspeitos, positivados e contatantes da Covid-19, assim como na fiscalização do cumprimento do isolamento domiciliar e adoção dos protocolos básicos de prevenção à doença;

* Reiterar protocolos básicos dos cuidados preventivos: nestas ações, assim como em todos os canais de comunicação (internos e externos) e oportunidades de relacionamento com os usuários do SUS, continuar reforçando o compromisso coletivo com o uso de máscara facial, higiene das mãos e distanciamento social;

* Mais rigor na punição de quem descumpre regras: por ordem do prefeito José Otávio Germano, Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) vai agilizar a autuação de quem descumpre as regras e colabora para piorar os indicadores da pandemia na cidade. O secretário de Saúde Marcelo Figueiró vai consultar a Procuradoria Jurídica sobre a possibilidade de serem aplicadas punições mais rigorosas a quem desrespeitar a lei. Atualmente, há 24 processos com penalidade de multa (R$ 2 mil) aguardando recursos e outros 40 processos com penalidade de multa (R$ 2 mil) aguardando julgamento de 2ª instância. Há mais 72 processos aguardando recursos em 1ª instância;

* Retomar a testagem em massa dos pacientes sintomáticos: em um ponto central da cidade, instalar um posto de testagem dos pacientes para a covid-19, desta vez com equipes aplicando os testes de antígeno nos usuários que estiverem apresentando sintomas compatíveis com a doença. Paralelamente, a testagem ocorrerá também nas unidades de saúde básica;

* Mobilização da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), farmácias e laboratórios (unindo redes pública e privada) no alinhamento das ações conjuntas que norteiam procedimentos como cadastro completo dos pacientes, protocolos de realização dos testes (Antígeno e RT-PCR), registro de diagnósticos, divulgação de resultados e monitoramento da evolução dos testados;

Plano de contingência da doença para o verão, adotando operações estratégicas que venham a minimizar resultados negativos que possam advir de aglomerações já previstas com as festas de final de ano, férias e temporada de praia, piscinas e balneários.

Fonte/texto: Viviane Souza/Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal da Saúde