Polícia investiga identidade do corpo encontrado na Praia Velha

Por 2 de agosto de 2022

Para a Polícia Civil, caso permanece um mistério / Foto: Divulgação

 

Permanece sendo um mistério para a Polícia Civil de Cachoeira do Sul a identidade do cadáver encontrado na noite desta segunda-feira (1º) às margens do Rio Jacuí, na Praia Velha de Cachoeira do Sul. O delegado Rodrigo Marquardt da Silveira, titular da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), ainda aguardava no final da tarde desta terça-feira (2) o resultado do exame do Posto Médico Legal de Cachoeira do Sul.

O laudo pode esclarecer a causa da morte do homem. As primeiras informações dão conta de que não foram encontrados sinais de violência no corpo, o que pode afastar a possibilidade de crime. Até o momento, não é possível precisar há quanto tempo o homem foi morto, mas estima-se que tenha sido há cerca de três semanas.

De acordo com o delegado Silveira, uma mulher procurou a Polícia nesta terça-feira em busca de mais informações sobre o caso. “É uma mãe que não vê o filho há algum tempo, mas não há nada de concreto, pois ela não chegou a formalizar esse desaparecimento em registro de ocorrência policial. Estamos no aguardo do resultado do exame pericial para dar continuidade às investigações”, explica o titular da DPPA.

Em estado avançado de decomposição, o corpo estava com o rosto desfigurado, com ossos expostos, assim como os membros superiores. Como a roupa estava colada ao cadáver, os policiais e bombeiros que prestaram o primeiro atendimento ainda no local onde o cadáver foi localizado não conseguiram fazer uma análise mais minuciosa do corpo, que foi encontrado nos fundos da empresa Pradozem (antiga Cesa) por pescadores que acionaram o Corpo de Bombeiros no final da tarde de segunda-feira.

O homem estava vestido com calça jeans, tênis e uma blusa de um material similar a lã, de cor acinzentada.