30.3 C
Cachoeira do Sul
quarta-feira, 24 fevereiro, 2021 - 19:57
Cachoeira do Sul e Região em tempo real
  • Inicio
  • POLÍCIA
  • Matou pais e irmã em incêndio: herança pode ter motivado crime

Matou pais e irmã em incêndio: herança pode ter motivado crime

Crédito: Reprodução

A Polícia desconfia que a motivação de Jaime Santos, de 23 anos, para matar seus pais e irmã em um incêndio em Tunas foi não querer dividir a herança. Inicialmente tido como acidental, as apurações passaram a sugerir que houve um crime. Os investigadores descobriram que Santos espalhou óleo diesel ao redor de toda a residência, na localidade de Rincão dos Tocos, e depois ateou o fogo. Testemunhas também disseram ter visto o rapaz após o incêndio em uma boate. Após a prisão, o jovem confessou o crime.

Santos foi preso quando chegava ao velório do pai, da mãe e da irmã de apenas 1 ano e 4 meses. Por não concordar em dividir com ela a herança, o rapaz decidiu matar a família, segundo suspeita a Polícia.

No depoimento, Santos disse ter sido por autodefesa. Mas, a desconfiança é que o motivo tenha sido mesmo a herança, uma vez que, com o nascimento da irmã mais nova do jovem, bens da família seriam passados para o nome dela.

Crédito: PC

A investigação indica que o rapaz tentou usar a boate como álibi. Após atear fogo na casa, Santos foi até o local que costumava frequentar. As pessoas que também estavam no estabelecimento informaram que ele estava cheirando a diesel.

Na apuração, foram achados vestígios de combustível, mostrando que o incêndio havia sido criminoso.

As vítimas foram identificadas como Adão Antunes dos Santos, Marlene Schoeninger e a criança, Jamile Schoeninger dos Santos.

Crédito: Reprodução

Saiba mais

Segundo a delegada Alessandra Xavier de Siqueira, o incêndio ocorreu na madrugada de sexta-feira (12). Por volta das 3h30, Santos chegou para dormir em uma boate na cidade de Espumoso.

O rapaz chegou a acompanhar a perícia feita na propriedade. Mãe e filha estavam trancadas no banheiro. Os corpos estavam abraçados. O pai estava em outro cômodo.

Santos confessou o crime durante interrogatório à Polícia. Conforme contou, ele se desentendeu com o pai e, por isso, atingiu o homem com tiros de arma de fogo. Depois disso, jogou óleo diesel na casa.

Após prestar depoimento, ele foi encaminhado para o Presídio de Sobradinho.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região