25.2 C
Cachoeira do Sul
sábado, 17 abril, 2021 - 14:42
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

HCB volta a receber medicação do kit intubação

Crédito: Exército

Oito caminhões do Exército partiram, nesta terça-feira (30), do 3º Batalhão de Suprimento, em Nova Santa Rita, para entregar 84.346 ampolas de medicamentos do kit intubação para 70 hospitais de 58 municípios gaúchos. Um dos pontos na lista de entrega das medicações é Cachoeira do Sul. O Hospital de Caridade e Beneficência (HCB) recebe 2,1 mil ampolas de Rocurônio 10. É a maior remessa entregue desde o início da pandemia. O Exército realizou a primeira operação em 18 de julho do ano passado, entregando 25 mil unidades.

Os medicamentos levados pelos militares aos hospitais são bloqueadores neuromusculares, sedativos e anestésicos, imprescindíveis nas UTIs destinadas ao tratamento da Covid-19. Parte do lote veio do Ministério da Saúde e parte é compra realizada pela Secretaria da Saúde (SES). Os produtos são separados e armazenados no 3º Batalhão de Suprimento e posteriormente distribuídos pelo 3º Grupamento Logístico. “O lote de medicamentos recebido do Ministério da Saúde irá beneficiar hospitais com leitos de UTI que integram o sistema de regulação estadual e os medicamentos adquiridos pela Secretaria da Saúde, através da ata nacional, contemplam hospitais com e sem leitos de UTI”, explicou a diretora do Departamento de Gestão da Atenção Especializada da SES, Lisiane Fagundes. “A distribuição leva em conta critérios técnicos baseados no relatório semanal que os próprios hospitais nos passam, declarando a situação dos estoques desses medicamentos”.

A responsabilidade pela compra desses medicamentos é das instituições hospitalares, não fazendo parte da rotina da Assistência Farmacêutica do Estado. No entanto, frente à dificuldade de aquisição no país e ao aumento da demanda desde o ano passado, o governo do Estado e o Ministério da Saúde se articularam para comprá-los excepcionalmente e distribuí-los às instituições com estoques críticos e que prestam atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A SES realiza, com hospitais e Pronto Atendimentos, um levantamento semanal do estoque dos 22 medicamentos para intubação. A ação de rotina visa acompanhar a quantidade de cada um na rede hospitalar, que já sofreu com escassez em julho do ano passado, também em decorrência da pandemia de Covid-19. Na época, foram adquiridos medicamentos no mercado nacional e internacional, tanto pelo Ministério da Saúde quanto pelo Estado do RS.

O que é?

Rocuron (brometo de rocurônio) é indicado como um adjuvante à anestesia geral para facilitar a intubação traqueal em procedimentos de rotina e de indução de sequência rápida de anestesia, bem como para relaxar a musculatura esquelética durante intervenções cirúrgicas.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região