Fiscalização da covid interdita 19 empresas nesta segunda

Por 21 de junho de 2021

Teste de antígeno em trabalhadores é obrigatório para que empresas possam seguir funcionando / Foto: Divulgação

A equipe da Prefeitura que faz a fiscalização das testagens de trabalhadores interditou 19 empresas só nesta segunda-feira (21) em Cachoeira do Sul. Todas estavam sem os alvarás de funcionamento alusivos ao decreto do prefeito José Otávio Germano que obrigou a testagem de antígeno como critério para permitir o funcionamento presencial das empresas.

As empresas estão proibidas de abrir as portas por três dias e só poderão retomar as atividades presenciais caso regularizem a situação. Entre as firmas interditadas, estão uma funerária, uma oficina mecânica e uma empresa ligada ao agronegócio.

Somente nesta segunda-feira, 96 empreendimentos foram visitados pelos oito fiscais em Cachoeira do Sul. Para atender ao decreto da Prefeitura, o funcionário deve ter feito a testagem ou estar vacinado com as duas doses.

Além disso, a empresa deverá apresentar documentos que comprovem tanto a testagem quanto a vacinação no Departamento de Vigilância Sanitária (DVS). Comprovada a regularidade da empresa, o DVS emite alvará provisório válido por 60 dias.

A multa para a empresa interditada que reabrir antes de se regularizar pode variar de R$ 725 a R$ 2.175, conforme o porte.