17.7 C
Cachoeira do Sul
quarta-feira, 21 outubro, 2020 - 06:44
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Episódio #12 – Série Especial Cachoeira do Sul – 200 anos

Câmara cuida e valoriza nossa história de 200 anos

Cachoeira antiga: Câmara de Vereadores tem sido parceira do Arquivo Histórico do Município / Crédito: Arquivo

O Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul, representado em sua equipe pela pesquisadora Mirian Ritzel, ocupou a tribuna popular da Câmara de Vereadores no dia 21 de novembro de 2016 para prestar contas e agradecer o apoio recebido para a restauração de um importante livro de seu acervo documental: o livro de atas do Fundo Câmara Municipal abrangendo o período de 1851 a 1861, identificado como CM/OF/A-005.
A restauração do referido livro foi possível graças ao fornecimento de todo o material necessário pela Câmara. Em seu pronunciamento, a representante do Arquivo Histórico apresentou o papel da instituição e mostrou as diversas etapas do restauro do livro. O processo foi desenvolvido pela assessora técnica Jussara Maria de Andrade Garske, auxiliada no início do trabalho pela voluntária Alba Lindemann.

Outro exemplo de esforço permanente da Câmara em prol da preservação da história de Cachoeira do Sul está no apoio para a equipe do Arquivo Histórico no trabalho de restauração da primeira planta da Cidade da Cachoeira (1850), obra de Johann Martin Buff, pertencente ao acervo do Museu Municipal de Cachoeira do Sul – Patrono Edyr Lima. O documento passou por trabalho de recuperação da restauradora Naida Maria Vieira Corrêa, da empresa Restauratus – Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis Ltda., em Porto Alegre.

O documento é o primeiro registro cartográfico do que configura o centro histórico de Cachoeira do Sul. Sua recuperação representa a possibilidade de entender a evolução urbana da cidade e melhor planejar o futuro de sua expansão sem desprezar os bens e espaços de memória.

A importância histórica do acervo disponível em Cachoeira do Sul é tão expressiva que outras cidades, como Alegrete, o usaram como fonte para recuperar sua memória. As câmaras de vereadores instaladas antes da era republicana desempenhavam funções bem distintas das atuais, incluindo atribuições administrativas.

Alguns dos 58 municípios pré-republicanos sequer possuem acervos sobre seu passado. Portanto, além de resgatar a memória pré-republicana, a Câmara de Cachoeira do Sul viabilizou, ao longo de suas atividades lado a lado com a população, a criação de espaços de acesso público sobre o acervo histórico cachoeirense. As ações servem de referência em nível estadual.

Advertisement
Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região