8 dicas importantes sobre educação financeira

Por 29 de junho de 2021

A relação com o dinheiro e os gastos do dia-a-dia ainda é um grande tabu para muitas pessoas. Esse problema decorre de uma série de circunstâncias, mas a principal delas é a fragilidade da educação financeira no nosso país.

O desconhecimento sobre como gerir seu orçamento mensal e fazer investimentos é algo que atinge pessoas de todas as classes sociais. Desse modo, se torna fundamental aprender sobre educação financeira, para que o dinheiro ganho seja utilizado da melhor maneira.

O que significa educação financeira?

Ainda que estejamos falando sobre educação financeira, é preciso também definir para todos do que realmente se trata esta.

Resumindo, isto significa a arte de dominar o dinheiro, tornando-se mais consciente em cada ação tomada em relação ao mesmo, permitindo que o controle de maneira que este não venha controlar sua vida.

Logo, sendo muito mais que uma atitude ou um planejamento financeiro, esta acaba por unir diversas ações em um único conjunto. Englobando práticas para poupar, cortar gastos e investir, além de muitas outras, ele permite multiplicar seus ganhos e alcançar um grande acúmulo de patrimônio, tornando seu praticante em alguém economicamente estável.

Claro que para o mesmo ser eficaz, este conjunto de hábitos oferecidos por tal conceito deve ser levado à risca. Disciplina será a maior chave para levar-lhe ao sucesso usando este método.

Para descobrir por onde começar, faça as seguintes perguntas a si mesmo:

  • Eu controlo o meu dinheiro ou ele me controla?

  • Costuma sobrar dinheiro do meu salário ou apenas pago contas?

  • Eu sempre fecho o mês no vermelho?

  • Faço compras desnecessárias?

Se alguma destas perguntas tiver uma resposta positiva, saiba que você não está financeiramente educado.

Afinal, raramente é ensinado às pessoas como lidar e se comportar em relação ao recurso monetário, seja isso em casa ou na escola, ocasionando em um futuro prejuízo nesta área da vida de muitos.

Veja 8 dicas sobre educação financeira

Confira as melhores dicas para você começar a se organizar e resolver suas finanças agora mesmo:

1. Crie um orçamento simples

Se você ainda não criou uma planilha, chegou a hora certa!

Ela garante a você uma visão geral do que e por que está sendo gasto. Quando visualizamos esses números conseguimos identificar onde estamos investindo o nosso dinheiro e entender o porquê de não sobrar uma reserva no fim do mês.

Então, como você está gastando o seu dinheiro?

2. Anote suas dívidas

De nada adianta você criar uma planilha se não a utiliza, não é?!

Gastou no mercado? Anote o valor na planilha. Gastou no salão de beleza? Anote o valor na planilha. Gastou com roupas? Anote também. No fim do mês você vai conseguir identificar com o que você gastou e analisar se realmente precisava de tudo aquilo.

O ponto aqui não é se arrepender de ter gasto e sim aprender a controlar gastos desnecessários, para que possa sobrar e não faltar para pagar as suas contas.

3. Crie um Plano de Poupança

Aqui não me refiro a depositar dinheiro em sua conta poupança. Já pensou em fazer um investimento? Além de você conseguir ter compromisso em não utilizar o dinheiro devido a data de vencimento, você obtém uma rentabilidade muito maior do que a poupança.

Uma dica para você “poupar” dinheiro, é realizar um investimento de Renda Fixa, são muitas as opções disponíveis no mercado e você pode começar a investir com apenas R$100,00.

Tenha um compromisso de todos os meses aplicar R$100,00 em seu título, além de você não gastar esse dinheiro desnecessariamente, você consegue duplicar ou até triplicar esse valor em pouco tempo.Assim você não precisa contar com seu pis quando as contas apertaram.

4. Comece a pagar suas dívidas primeiro

Se você seguiu esses passos, já sabe exatamente quais são suas dívidas. Pode ser o cartão de crédito, a faculdade, o banco, enfim… é hora de pagar as contas antes de gastar dinheiro por aí.

Então, deixe de comprar e comece a pagar!

Leia sobre finanças e investimentos. Se você entender como funcionam as finanças, vai conseguir seguir fielmente o passo anterior e cada vez mais sentir mais vontade de investir dinheiro.

Sabe por quê? Porque é ótimo ver seu dinheiro render, R$100,00 hoje com uma taxa de 2% é R$102,00 amanhã e quando você vê esse valor virou R$200,00 – R$300,00… e quanto mais você investe, mais dinheiro você ganha!

5. Você precisa ganhar mais dinheiro

Por mais que não percebamos, temos sim muito tempo livre (exceto aqueles empreendedores que trabalham 24h por dia).

Invista também em você, em conhecimento, cursos, treinamentos, aumente suas habilidades, encontre um método de ganhar renda extra, além de ocupar sua mente você ganha mais dinheiro.

Além disso, recomendamos também que você esteja atento ao calendário de restituição imposto de renda 2021. Assim você pode garantir o dinheiro investido em impostos de volta para sua conta, incrível não é mesmo?!

6. Não se compare aos outros

É muito comum as pessoas compararem-se às outras, mas quando se trata de dinheiro é preciso se manter focado.

Quando você começa a pensar em você, você consegue caminhar para frente e se tornar alguém melhor. Isso porque você pode estudar mais, ganhar mais dinheiro e investir mais.

Em pouco tempo você consegue visualizar os resultados. Faça o teste.

7. Evite o cartão de crédito

A não ser que você tenha cartões de crédito de empresas confiáveis, como o cartão magazine luiza e o cartão havan, que tenham total transparência com o consumidor, o mais recomendado seria evitar ao máximo o seu uso.

Busque por outras alternativas que não o cartão de crédito. Pense na possibilidade de contratar um empréstimo com garantia de imóvel, por exemplo. Ele pode ser uma ótima solução caso você precise de um dinheiro rápido, fácil e seguro para quitar suas dívidas e não passar aperto no final do mês.

No mercado, ele é reconhecido por ter juros mais baixos do que qualquer outro tipo de empréstimo. Se comparado, por exemplo, com o empréstimo online urgente, ele ainda sim continua sendo a melhor opção para o consumidor.

8. Aprenda a ser econômico e não barato

Aqui vale citar algo importante… Nem tudo que é mais caro é melhor. Aqui vão três dicas que farão total diferença em seu dia a dia:

  • Avalie cada coisa que você for comprar, independente do preço.

  • Não tenha vergonha de pedir desconto, se vai pagar a vista insista em um desconto, se não o fizerem procure outra loja (tenho certeza que darão desconto se falar que vai procurar a concorrência).

  • Aproveite os descontos e analise bem quando falam em promoção. Nem sempre a promoção significa que o produto é mais barato, por isso avalie bem antes de sair gastando.

Antes de realizar qualquer compra responda às seguintes perguntas:

  1. Por que eu quero comprar?

  2. Eu preciso disso?

  3. Se sim, por que?

  4. Eu tenho dinheiro para comprar? (controle seu cartão)

  5. É urgente ou posso comprar outro dia?

  6. Existem coisas mais importantes no qual preciso gastar?

Tenho certeza que se você seguir essas dicas suas finanças irão melhorar de maneira surpreendente.