31.9 C
Cachoeira do Sul
sábado, 24 outubro, 2020 - 13:49
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Confira o patrimônio divulgado pelos 7 candidatos a prefeito de Cachoeira

Crédito: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já tem em seu sistema os dados públicos dos candidatos a prefeito de Cachoeira do Sul. Segundo os registros, José Otávio Germano apresenta o maior valor total dos bens declarados: R$ 1.162.658,21. Francisco Vargas figura na sequência, com R$ 527.500,00. A lista segue com Gerceí Silveira, R$ 325.138,99; Marta Caminha, R$ 249.143,00; Sérgio Ghignatti, R$ 201.273,59; Leandro Balardin, R$ 153.687,08; e Cleber Cardoso, R$ 126.396,26.

A base de informações públicas disponibilizadas pelo TSE sobre os candidatos a prefeito ainda permite o comparativo com os registros das eleições de 2016 em Cachoeira do Sul. Chapa atenção que a dupla da chapa vencedora, formada por Sérgio Ghignatti e Cleber Cardoso, apresenta redução no patrimônio. Ghignatti declarou o total de R$ 260.656,66 na época. Ou seja, um encolhimento de 22,78% na comparação com o valor atual de seus bens. Já Cardoso somava R$ 194.574,89 ao todo: uma redução ainda mais acentuada de 35,03% do eleito para vice-prefeito na chapa no último pleito municipal.

Balardin, que acabou perdendo a eleição em 2016, ao contrário do candidato que ganhou, sinalizou um aumento no valor de seus bens: declarou um total de R$ 112.387,17 ao TSE na disputa anterior, o que representa 36,74% de ampliação de patrimônio declarado.


BALARDIN = R$ 153.687,08

CARDOSO = R$ 126.396,26

FRANCISCO = R$ 527.500,00

JOSÉ OTÁVIO = R$ 1.162.658,21

MARTA = R$ 249.143,00

GERCEÍ = R$ 325.138,99

GHIGNATTI = R$ 201.273,59


(Ordem apresentada pela base de dados do TSE)

Advertisement
Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região