27.3 C
Cachoeira do Sul
terça-feira, 1 dezembro, 2020 - 14:17
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Aulas presenciais: depois de pais, Ghignatti nega pedido de diretores

Crédito: Reprodução

O prefeito Sérgio Ghignatti esteve reunido novamente, nesta quinta-feira (29), com diretores de escolas da rede privada de ensino de Cachoeira do Sul. Na oportunidade, reafirmou que é contrário à volta das aulas de maneira presencial e que os números de casos ativos reforçam o seu posicionamento. No entanto, o total de pacientes que seguem em recuperação (14) representa 2,1% dos 642 casos confirmados desde o começo da pandemia, conforme dados divulgados pela tarde. “Fico triste em dar essa notícia, mas não sinto segurança em colocar tantas pessoas em risco numa atividade que não é pontual”, explicou o prefeito.

Durante a reunião, a diretora da Procuradoria Jurídica do Município, Juliana Flores, também respondeu aos questionamentos sobre a liberação de eventos. “Não existe nenhuma atividade que se compare às aulas. A liberação de eventos, além de levar em consideração protocolos bastante rígidos, trata-se de uma atividade restrita e pontual, diferentemente das aulas que movimentariam muitas pessoas todos os dias na cidade”, ponderou a advogada, acrescentando que não será tratada da volta às aulas da rede privada e pública de maneira separada, pois o “próprio Governo do Estado trata da volta presencial de maneira integral”. No entanto, o governador já autorizou o retorno das aulas presenciais em Cachoeira do Sul, o que não ocorreu ainda por decisão exclusiva do prefeito.

Os diretores apresentaram suas argumentações a favor da volta às aulas, mas a decisão de Ghignatti é para que se mantenha vigente o decreto que suspende as aulas de forma presencial.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região