Vereador lulista que invadiu igreja tem mandato cassado

Por 22 de junho de 2022

Crédito: Reprodução/Instagram

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovou, nesta quarta-feira, em segundo turno, a cassação do mandato do vereador Renato Freitas (PT) que liderou protesto na igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos de São Benedito. O ato foi em protesto pela morte do congolês Moïse Mungenyi Kabagambe. Segundo o relator do processo de cassação, o vereador Sidnei Toaldo (Patriota), Freitas perturbou o culto religioso e realizou ato político dentro de um templo.

A cassação foi aprovada por 25 votos a 5, com duas abstenções.

Na época, Lula disse em entrevista que o vereador deveria ser perdoado e que o partido iria trabalhar para impedir que o mandato fosse cassado. Não conseguiu. Não pode tudo? Não.