Um feliz agora pra nós!

Por 8 de junho de 2022

Se todas as pessoas normalmente querem ser felizes, incluindo nós mesmos, porque será que todas as pessoas, normalmente, costumam proceder de forma contrária ao que querem, incluindo nós mesmos?

Isso se dá em vários exemplos rotineiros: quando reclamamos e nos irritamos por estar numa fila; quando criticamos, julgamos ou condenamos as atitudes dos outros; quando não perdoamos alguém… entre outras maneiras de sofrermos e de nos infelicitarmos.

Acontece que o comportamento que qualquer pessoa tem diariamente já é o seu próprio viver, é a sua realidade em ação, a vida só acontece no agora, nem antes, nem depois, então, como afirmar que desejamos ser felizes se insistimos para que a infelicidade tome conta do nosso modo de pensar, de falar e de agir em repetidas situações diárias?

Afinal, como alguém pode ser feliz, sem ser feliz? Só se é… sendo. Ou como bem disse o monge budista, poeta e escritor Thich Nhat Hanh “Não existe um caminho para a felicidade, a felicidade é o caminho”. A hora é agora.

Que possamos encarar cada situação que vivemos, por mais que pareça adversa, não como problema ou percalço, mas como valiosa e necessária oportunidade para evoluirmos sempre, e sermos ainda melhores do que somos, pois cada novo desafio tem o poder de nos estimular realmente a pôr em prática a nossa total capacidade de sermos vitoriosos, de vencer obstáculos, como tantas vezes já comprovamos, e tantas vezes nos fez feliz.

Parabéns para nós pelo total comando que exercemos sobre a nossa própria realidade, e que optemos sempre pelo que seja o mais feliz possível para as nossas mentes e para os nossos corações… agora especialmente.

O melhor de tudo é que a gente tem opção. A começar por concordar ou não com as afirmações acima.

Ótima semana, queridos leitores e leitoras!

Cleo Boa Nova é publicitário, palestrante, escritor, músico e comunicador, autor dos livros “A Nossa Vida é a Gente Quem Cria. Senão Não Seria a Nossa Vida.” e “Viva Feliz o Dia de Hoje. Viva!” e autor-intérprete do CD “Paz e Alegria de Viver”.