Turno único na Prefeitura: economia ou menos serviços à comunidade?

Por 21 de dezembro de 2018

 

Prefeitura vai funcionar a partir do dia 2 das 8h às 14h. Foto: Divulgação

Turno único na Prefeitura significa economia ou diminuição dos serviços à população? A alegação do governo é que em torno de R$ 70 a R$ 80 mil serão economizados por mês, mas na prática os serviços essenciais (área da saúde com a inclusão da Secretaria do Interior) terão que continuar funcionando.

Também haverá momento que outros setores, como Obras, Meio Ambiente e Interior não escaparão de pagar horas extras. O certo é que a partir do dia 2 de janeiro até 28 de fevereiro o horário da Prefeitura será das 8h às 14h.

Os serviços essenciais que não farão turno único são as Unidades Básicas de Saúde (UBS), Estratégia da Saúde da Família (ESF), Serviços Residenciais Terapêuticos – SRT’s; Centro de Atenção Psicossocial – CAPS AD e CAPS II; Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Também ficarão fora do turno único as escolas municipais de Educação Infantil e de Ensino Fundamental até o término do ano letivo e Secretaria Municipal do Interior e Transporte.