19.3 C
Cachoeira do Sul
domingo, 24 janeiro, 2021 - 05:21
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Todesmade deve ser inaugurada em maio

Todesmade: planta industrial de Cachoeira do Sul está em fase de conclusão / Foto: Prefeitura de Cachoeira do Sul/Divulgação

A Todesmade Indústria de Madeiras e Artefatos Ltda deverá inaugurar sua planta industrial em Cachoeira do Sul no mês de maio. A última previsão de início das operações da fábrica em março teve de ser adiada por causa das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. Em obediência às normas de distanciamento para se evitar contágio da doença, as obras da fábrica operam hoje com metade da força de trabalho, com cerca de 40 operários.

Em entrevista na manhã desta sexta-feira (8) ao programa Rádio Repórter, da Fandango FM, o empresário João Farina Neto demonstrou satisfação com os incentivos oferecidos pela Prefeitura para instalação da unidade, como arruamentos e rebaixamento de aterro. A direção do Grupo Todeschini pretende se reunir em breve com o prefeito José Otávio Germano para tratar da inauguração e encaminhar pedidos de melhorias no acesso à fábrica, que fica na Mineração, interior do município.

ASFALTAMENTO

Uma das demandas que a fábrica pretende encaminhar ao prefeito José Otávio é a possibilidade de asfaltamento do acesso à fábrica, partindo da BR-290 até a planta industrial. O principal argumento é a importância da fábrica para a cidade, que além de gerar empregos irá representar um significativo incremento no retorno de ICMS ao município. “Essa questão (asfaltamento) nós teremos de tratar politicamente”, resumiu Farina.

O investimento de R$ 105 milhões é do Grupo Todeschini, com sede em Bento Gonçalves. A obra iniciou em março de 2019 e a previsão de inauguração era para 2020, mas, em função da pandemia, os empresários tiveram algumas dificuldades no fornecimento de suprimentos para a construção. A construção da indústria segue o conceito da sinergia, em que tudo se aproveita, inclusive a casca do pinus, para a caldeira.

Além dos pavilhões, o grupo Todeschini vem investindo em máquinas modernas, grande parte delas importadas. A indústria contará com cinco prédios: serraria (para o corte e descasque da madeira), remanufatura (para classificação da madeira serrada e fábrica de pellets), caldeira, manutenção e o último que abrigará escritório, refeitório e vestiário. As edificações do complexo atingirão 20 mil metros quadrados em uma área total de 68 mil metros quadrados. A pavimentação externa chegará a 25 mil metros quadrados.

As toras de pinos serão a matéria-prima da Todesmade, que serão descascadas e as cascas se tornarão biomassa para a caldeira, que gera o vapor que é utilizado na secagem das tábuas. A serragem da madeira (que é um subproduto) é compactada com 10% de umidade e se torna em pellets, que é um biocombustível sólido. A meta é produzir 8 mil metros cúbicos por mês de madeira seca e 2,6 mil toneladas de pellets, ambos com foco na exportação. Cerca de 70% da produção deverá ser exportada. A madeira seca, por ser de boa qualidade, deverá ser utilizada pela indústria moveleira. A meta da Todesmade é retirar madeira de uma floresta própria estimada em 10 mil hectares e, se necessário, adquirir de outras empresas.

EMPREGO

A partir do funcionamento, a indústria deverá gerar cerca de 90 empregos, com os trabalhadores divididos em três turnos, além dos que trabalharão nas florestas de pinus e na colheita. A ideia da empresa é que a maioria dos colaboradores seja de Cachoeira do Sul.

Interessados em trabalhar na Todesmade podem encaminhar currículos pelo site do Grupo Todeschini ou fazer cadastro no Sine de Cachoeira do Sul, na Rua Júlio de Castilhos, no antigo prédio da Receita Federal.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região