Sofrendo pelo abandono: mato toma conta da Casa da Aldeia

Por 19 de maio de 2022

A histórica Casa da Aldeia de Cachoeira do Sul, localizada na Rua Tiradentes, 1.019, no Bairro Aldeia, segue sofrendo pelo abandono com a presença de insetos e animais nocivos à saúde humana.

No seu interior, a vegetação e a sujeira tomaram conta, com algumas espécies de ervas daninhas alcançando cerca de dois metros de altura. A casa é o exemplar mais antigo ainda existente do tipo de construção que devia ser comum na Aldeia, o bairro que deu início à zona urbana de Cachoeira do Sul, sendo identificada como a casa mais antiga da cidade.

Histórico

O proprietário que requereu licença para construir a casa em seu terreno foi Manoel Francisco Cardozo, casado com a índia guarani Joaquina Maria de São José. O local foi tombado pelo patrimônio histórico do município através do Decreto n.º 557, de 19 de outubro de 2005.

MP

No ano de 2010, a Promotoria de Cachoeira do Sul obteve liminar da Justiça determinando que a Prefeitura adotasse providências para executar as obras necessárias na reconstrução, restauração, manutenção e conservação da Casa da Aldeia.

Com 161 anos, localizada às margens do Rio Jacuí, o espaço é o marco inicial do povoamento do Município. Em 2005, a Casa da Aldeia foi tombada como patrimônio histórico e cultural de Cachoeira do Sul.

A liminar foi resultado de uma ação civil pública ajuizada pela promotora Giani Pohlmann Saad. Um inquérito civil conduzido pela promotora demonstrou que o prédio histórico vem sofrendo ação de vândalos e está em péssimas condições, colocando em risco a estrutura e as pessoas que trafegam pelo local em função do perigo de desabamento.