Sobrinha de Chico Buarque pisoteia bandeira do Brasil

Por 25 de julho de 2022

Crédito: Reprodução

O pré-candidato a deputado federal por São Paulo e ex-secretário especial de Cultura do Governo Federal, Mario Frias, publicou nas suas redes sociais, imagens da cantora Bebel Gilberto – filha do compositor João Gilberto e sobrinha de Chico Buarque – pisoteando a bandeira do Brasil em um show que fez nos Estados Unido, como uma espécie de protesto político.


“Essa gente não sente nada pelo Brasil. Gostam apenas de se beneficiar do que o povo pode lhes proporcionar. Alguém que não tem amor pela própria pátria e rechaça o maior símbolo de patriotismo de uma nação, não é digno de se dizer brasileira. Essa classe arrogante e soberba, que durante muitos anos foi tratada com respeito e admiração pelos brasileiros, hoje são desprezados. Os brasileiros desprezam certos ‘artistas’ que só pensam em si e em suas contas gordas. Depois vem juíza dizer que a bandeira se tornou símbolo de um lado político. Não, a bandeira do Brasil é dos brasileiros, só que alguns fazem questão de expressar o quanto odeiam o próprio país”


Confira o vídeo:

Em seu Instagram, a cantora considerou que seu ato foi “impensado” e o interpretou como um presente para o que chamou de “extrema-direita”.


“Uma imagem com a qual poderiam destilar o seu ódio repugnante e o seu falso patriotismo – essa gente que sequestrou os símbolos nacionais e corrói a democracia brasileira com o seu projeto autoritário de poder… Foi por esse motivo que soltei o nome do inominável [Jair Bolsonaro] no meu gesto impulsivo no palco. Me dei conta de que a bandeira também pertence a todos os brasileiros e me desculpei com o público. O excelentíssimo Secretário de Cultura, no entanto, ignorou essa parte do vídeo e fez aquilo que sabe fazer de melhor. Não, não é escrever o português com erros, mas manipular a informação para instigar a base de fanáticos que o segue. Amo o Brasil e tenho certeza de que em breve os radicais do ódio serão varridos para o lixo da história. Aos brasileiros de bem que como eu são defensores intransigentes da democracia mas se sentiram ofendidos com o meu ato impensado, minhas sinceras desculpas. O Brasil é maior que qualquer governo ou político”


O que a juíza que queria proibir o uso da bandeira nacional nas eleições diria? E o ministro Alexandre?