“Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade”

Por 26 de julho de 2021

Essa frase genial aí do título, do poeta e escritor Carlos Drummond de Andrade, expressa bem demais que a felicidade de que tanto buscamos lá fora está, sempre esteve e sempre estará dentro de nós mesmos a cada instante… agora inclusive.

Ainda que nos aconteçam fatos desagradáveis, seja o que for, a felicidade, na sua máxima intensidade, não vai embora, continua em nós e nunca nos abandona, pelo contrário, está sempre pronta a se expressar no nosso dia a dia.

Por isso é que o presente é um presente, pois nos oferece a vida plenamente feliz, sem parar, nós é que decidimos aceitar ou rejeitar essa dádiva, assim: ou damos total importância ao que nos faz bem de verdade ou nos apegamos ao que nos torna infelizes, só depende de nós, pois estamos no comando das nossas atitudes através do nosso livre-arbítrio.

E quando deixamos de nos incomodar e sofrer por fatos e coisas que antes nos faziam ficar incomodados e sofrendo, como mágoas, discórdias ou pelo motivo que for, então permitimos que a felicidade se expresse realmente na nossa vida, aconteça o que acontecer lá fora.

O mais incrível é que ao pararmos de nos infelicitar pelo que nos tornava infelizes é que percebemos que nada disso tinha a menor importância se comparado com a felicidade que está em nós para ser vivida a cada instante.

Que sejamos sempre merecedores do que há de mais feliz nessa vida: a nossa própria felicidade.

O melhor de tudo é que a gente tem opção. A começar por concordar ou não com as afirmações acima.

Ótima semana, queridos leitores e leitoras!

Cleo Boa Nova é publicitário, palestrante, escritor, músico e comunicador, autor dos livros “A Nossa Vida é a Gente Quem Cria. Senão Não Seria a Nossa Vida” e “Viva Feliz o Dia de Hoje. Viva!” e autor-intérprete do CD “Paz e Alegria de Viver”.