SEO: entenda a nova atualização do Google Page Experience

Por 1 de junho de 2021

SEO: entenda a nova atualização do Google Page Experience

O Google anunciou sua nova atualização, a Google Page Experience, que está programada para ser lançada entre junho e agosto de 2021. A atualização será um novo fator de ranqueamento, o UX (user experience), que avalia um conjunto de parâmetros envolvidos na interação dos usuários com os mais variados resultados de busca.

Conheça mais sobre esta nova atualização e saiba como ela pode ajudar os profissionais de SEO, os de marketing de performance e os desenvolvedores de site de E-commerce (vendas online) que atuam no Google.

O que é a experiência na página de resultados do Google?

A experiência na página é um conjunto de sinais que avalia como os usuários do Google interagem com uma página da Web. Profissionais que trabalham com SEO e marketing digital utilizam de ferramentas para avaliarem o desempenho de determinados sites quanto aos resultados de busca da Google para oferecerem melhores desempenhos aos sites e usuários.

A atualização do Google Page Experience inclui as principais métricas da web, que avaliam a experiência dos usuários em tempo real com relação ao desempenho do tempo de carregamento de resultados, interatividade e estabilidade visual de um site. Esta atualização é perfeita para quem quer melhorar o desempenho e posicionamento do site nos resultados de pesquisa.

Alguns indicadores de pesquisa também estão incluídos neste conjunto de sinais, como a compatibilidade do site com dispositivos móveis, navegação segura e HTTPS. Estes indicadores fazem parte dos objetivos de uma boa estratégia SEO, que utiliza de fatores de ranqueamento para melhorar o posicionamento dos sites nos resultados orgânicos do Google.

Como o Google Page Experience afeta o SEO?

O SEO (Search Engine Optimization) ou a otimização de mecanismos de busca é uma maneira de aumentar o número de acessos de um site por meio de um conjunto de estratégias e de técnicas, que melhoram o posicionamento de um site nos resultados de busca do Google. Em resumo, SEO tem o objetivo de aumentar o tráfego orgânico dos sites e garantir mais visibilidade às páginas da Web.

Muitos profissionais, sejam os de SEO para e-commerce ou no e-commerce, utilizam o Google Search Console, que é uma ferramenta feita para analisar o comportamento dos usuários em determinado site e que permite a verificação dos status de indexação e otimização de visibilidade do site em questão.
Com a atualização do Google Page Experience, será inserido um novo documento no Search Console, o relatório de experiência na página. Esse documento combina o relatório das principais métricas da Web com alguns componentes dos indicadores da experiência na página, como ausência de intersticiais intrusivos, status de navegação segura e segurança HTTPS.

O SEO analisa as métricas, que são os dados coletados sobre o comportamento dos usuários de determinado site para poder otimizar os mecanismos de busca. O relatório de experiências do Google Page Experience exibirá métricas valiosas, como a porcentagem de URLs com boa experiência e impressões de pesquisa ao longo do tempo, permitindo uma avaliação rápida do desempenho.

Quais as métricas do Google Page Experience?

Entre as métricas essenciais da Web (Core Web Vitals), as principais são as de desempenho de carregamento (LCP ou Largest Contentful Paint), interatividade (FID ou First Input Delay) e estabilidade visual da página (CLS Cumulative Layout Shift).

O desempenho de carregamento é medido por uma nota LCP, que mede o tempo de carregamento de um maior conteúdo visível em uma página. Com a atualização, o Google permite uma melhor experiência aos visitantes do site, uma vez que a página deve começar a carregar em até 2,5 segundos.

O First Input Delay (FID) é um critério responsável pela interatividade da página. Ele mede quanto tempo um site demora para responder aos comandos do usuário, seja um clique ou uma abertura de uma aba em uma outra página. O recomendado é que um bom FID aconteça em menos de 100 milissegundos.

Por fim, o CLS mede a estabilidade visual do layout da página. Esta métrica serve para fiscalizar a estabilidade de um layout durante o processo de carregamento da página. Caso o layout apresente erros como botões importantes flutuando ou informações inseridas em locais errados, a experiência de navegação da página é afetada negativamente. O CLS ideal deve estar sempre abaixo de 0,1.

Recursos do Google Page Experience

A nova atualização do Google Page Experience tem alguns recursos para otimizar a experiência na página, que ajudam a avaliar, monitorar e otimizar a experiência em determinado site.

Os recursos da atualização permitem ao usuário conferir se a página é otimizada para dispositivos móveis, se a navegação e conexão do site são seguras e se não está utilizando as intersticiais de uma forma que o conteúdo fique menos acessível.

Estes recursos podem facilitar as agências que oferecem serviços de consultoria SEO, uma vez que oferecem mais praticidade para garantir uma boa experiência de navegação aos usuários.