Rota conclui estudo preliminar para antecipar duplicação da RSC-287

Por 26 de junho de 2022

A Rota de Santa Maria concluiu o estudo preliminar sobre o pedido de antecipação da duplicação total da RSC-287 para 2028. O estudo deve ser encaminhado à Secretaria Estadual de Transportes, que prosseguirá com a avaliação técnica da proposta. Ainda sem prazo, a aprovação dependerá de audiências públicas com a comunidade.

O contrato assinado entre o Estado e a concessionária, do grupo espanhol Sacyr, prevê a duplicação da RSC-287 de Tabaí a Novo Cabrais até o 9º ano de concessão, ou seja, 2030, enquanto que de Novo Cabrais a Santa Maria, a rodovia só seria duplicada entre o 19º ano e o 21º ano da concessão (de 2040 a 2042).

O objetivo é do estudo é antecipar e duplicar todos os 204 quilômetros até o 7º ano da concessão (ou seja, 2028). Uma consequência será um impacto no aumento da tarifa de pedágio. Atualmente, a tarifa é de R$ 3,70. Anteriormente, com a Empresa Gaúcha de Rodovias, era de R$ 7.

A partir de setembro, o total de praças de pedágio passará de duas para cinco. A administração da EGR englobava trecho de Paraíso do Sul a Tabaí. No contrato atual, aumentou em cerca de 80 quilômetro, seguindo do trevo do Aeroporto de Santa Maria até Tabaí.