9.8 C
Cachoeira do Sul
segunda-feira, 21 setembro, 2020 - 22:23
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Proposta busca agilizar ajuda a cachoeirenses que tiverem auxílio emergencial negado

Crédito: Reprodução

O vereador emedebista Igor Noronha esteve reunido – nesta terça-feira (9) – com o secretário municipal do Trabalho a Assistência Social (STAS), Edson Júnior, para buscar agilidade aos pedidos de cachoeirenses, de auxílio emergencial negados. Após fazer contato com o Ministério Público Federal (MPF), cuja sede mais próxima é Santa Cruz do Sul, o parlamentar sugeriu à STAS que fizesse um cadastramento, com a juntada da comprovação da situação, através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para depois envio da relação ao MPF que é o responsável pela defesa dos interesses coletivos.

O secretário deve fazer contato com o órgão ministerial, para dar agilidade na documentação necessária ao desentrave do auxilio emergencial negado.

Os valores do auxílio do Governo Federal variam de R$ 600 a R$ 1,2 mil por pessoa. Cachoeira do Sul incrementa sua economia com a injeção do montante que ultrapassa a marca de R$ 12 milhões mensais. “Este é um dinheiro importante para a movimentação da economia local e às vezes é só um detalhe para agilizar o pagamento. A STAS tem experiência e pode ajudar as pessoas”, comemora Noronha. Na sessão da Câmara desta segunda-feira (8), o emedebista apresentou indicação sobre o tema, assinada por todos os parlamentares.

No photo description available.
Crédito: Reprodução

Noronha também pediu prioridade na distribuição de alimentos pela STAS para os cachoeirenses que até o momento não receberam parcela do auxílio emergencial.

Advertisement