Presidente Jair Bolsonaro recebe a Medalha do Mérito Farroupilha durante visita à 44ª Expointer

Por 11 de setembro de 2021

O presidente Jair Bolsonaro foi homenageado com a Medalha do Mérito Farroupilha – neste sábado – com a mais alta honraria concedida pelo Parlamento gaúcho. A cerimônia ocorreu na Casa da Farsul no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O presidente veio prestigiar as atividades da 44ª Expointer, que se encerra neste domingo.

A homenagem foi aprovada pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa ainda em 2019, e foi proposta pelo deputado Vilmar Lourenço (PSL). A condecoração foi entregue ao presidente pela 1ª vice-presidente da Assembleia, deputada Kelly Moraes (PTB), e pelo proponente.

Após chegar ao Parque de Expoisções, Bolsonaro percorreu alguns dos pavilhões da Feira antes de se dirigir à Casa da Farsul. Representando o governo do estado, a secretária da Agricultura, Silvana Covatti, agradeceu a presença do presidente no evento e destacou a força do setor agrícola na economia do Rio Grande do Sul.

O deputado Vilmar Lourenço registrou os motivos que o levaram a propor a honraria. “Fazer essa homenagem ao nosso presidente durante a Expointer é uma forma de valorizar o agronegócio e também de reconhecer todo o respaldo que ele, através do seu governo, vem oferecendo ao setor primário, assim como ao Rio Grande do Sul durante o Governo Bolsonaro”. E acrescentou: “Essa pátria tem dono e nós lhe queremos sempre ordeira. Peço que o presidente leve essa medalha como representação de um pedaço do coração de cada gáucho de bem”.

Ao agradecer a homenagem, o presidente fez um pequeno histórico do surgimento do Brasil como potência agrícola mundial, lembrando que tudo teria começado durante a presidência de Emílio Médici e a nomeação de Alysson Paulinelli como ministro da Agricultura. “Paulinelli trouxe o Centro-Oeste para o cenário produtivo do Brasil”, frisou, avaliando a região como um símbolo da produção brasileira. Fez também um breve comentário sobre o cenário político e social atual. “As coisas já começam a se ajustar. Não é hora deste ou daquele Poder se sobressair. A Constituição deve ser respeitada a qualquer custo. O povo não aceita retrocessos. Eu confio no povo brasileiro, e peço que acreditem que estamos fazendo nosso melhor”. E encerrou agradecendo ao setor do agronegócio por não ter parado durante a pandemia. “Graças a vocês temos segurança alimentar”.

Presenças

Presentes à cerimônia os deputados Vilmar Lourenço (PSL), Kelly Moraes (PTB), Ernani Polo (PP), Sérgio Turra (PP) e Tenente-coronel Zucco (PSL); a ministra da Agricultura, Tereza Cristina; o ministro do Trabalho e Previdência, Onix Lorenzoni; o senador Luiz Carlos Heinze (PP), os deputados federais Covatti Filho (PP), Osmar Terra (MDB), Giovanni Cherini (PL) e Marcelo Moraes (PTB) entre outras autoridades, políticos e representantes de entidades ligadas ao setor do agronegócio.