32.5 C
Cachoeira do Sul
quarta-feira, 3 março, 2021 - 17:25
Cachoeira do Sul e Região em tempo real
  • Inicio
  • RURAL
  • Pradozem está pronta para contratar recebimento de grãos

Pradozem está pronta para contratar recebimento de grãos

Silos da antiga unidade da Cesa começam a receber as cores da empresa Pradozem / Foto: Milos Silveira

A empresa Pradozem, que adquiriu a antiga unidade da Cesa em Cachoeira do Sul, já se coloca à disposição dos produtores rurais para recebimento de grãos da safra 2020/2021. As operações de ingresso da produção agrícola devem começar em fevereiro e a empresa está pronta para formalizar contratos com produtores fornecedores. Em Cachoeira, a Pradozem deve trabalhar principalmente com arroz e soja, mas também abrirá espaço para milho e culturas de inverno, como trigo e cevada.

Em entrevista ao programa Rádio Repórter, da Fandango 102.5 FM, o presidente da Pradozem, Antônio Zanon Sobrinho, ressaltou que a empresa já traça estratégias para utilização de diferentes modais para escoamento de grãos da produção agrícola de Cachoeira e região. Recentemente, a unidade recebeu a visita de representantes de uma empresa de navegação interessada em transportar produto pelo Rio Jacuí. “Queremos utilizar todos os modais possíveis de transporte”, resumiu Zanon.

Por terra, os acessos de entrada e saída da Pradozem serão pela Volta da Charqueada, Avenida Orlando da Cunha Carlos e parte da Rua Conde de Porto Alegre. No ano passado, foram concluídas as obras da nova ponte sobre o Arroio Amorim, o que possibilitará a travessia de veículos pesados. No entanto, como parte da Rua Conde é mais estreita e de mão única, a empresa ainda estuda como será a logística de chegada até a unidade, na Rua Moron, perto do Rio Jacuí. Entre as opções, está a Rua Félix da Cunha, no Bairro Carvalho, que faz parte da rota até a unidade.

Depois que adquiriu a antiga da unidade da Cesa, a Pradozem fez uma série de investimentos em reformas, aquisição de equipamentos e melhorias na unidade. Com meta de investir cerca de R$ 10 milhões para o pleno funcionamento da estrutura, a empresa aposta na modernização para aliar armazenagem e beneficiamento com sustentabilidade. Secadores modernos com redução de emissão de carbono foram adquiridos para o funcionamento das estruturas de secagem e armazenagem. “Esses secadores fazem menos fumaça do que um fogão campeiro”, compara o empresário Antônio Zanon Sobrinho. O visual da unidade também passa por remodelação com a pintura dos silos, o que chama a atenção de quem passa pelo Centro em direção à zona sul da cidade.

CAPACIDADE

A estrutura de Cachoeira do Sul tem capacidade estática para receber até 68,5 mil toneladas de grãos. Foi a segunda maior unidade da Cesa do Rio Grande do Sul. Foi adquirida em meados de 2019 em leilão, com lance de R$ 5,2 milhões que foram destinados aos cofres do governo do Estado. A Cesa Bagé foi adquirida também pela Pradozem em operação semelhante, por R$ 2,7 milhões.

As duas unidades fazem parte do projeto de expansão da empresa, que hoje tem unidades de armazenagem em Passo Fundo e Rio Grande, com capacidade total de 600 mil toneladas.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região