Por que a alimentação saudável deveria ser preocupação na pandemia

Por 8 de junho de 2021
Alimentação saudável na pandemia

Alimentação saudável na pandemia / Crédito: Pixabay

Enquanto a maior parte do país aguarda para ser vacinada contra o coronavírus, a pandemia segue preocupando a todos. Porém, algo que deveria ser uma prioridade pode estar sendo deixado de lado por muitos: a alimentação.

Na maioria dos casos, ela é uma grande aliada da saúde e do bem-estar, por isso, não deve ser menosprezada. Como se verá adiante, é necessário e possível ter uma dieta equilibrada, além de econômica!

Diminui o estresse

Quando o organismo possui todos os nutrientes que precisa, por meio de uma dieta equilibrada, ele produz os hormônios relacionados com o prazer e o bem-estar. Esse fato explica o porquê uma alimentação colorida é sinônimo de saúde mental.

Além disso, ficar muito tempo sem se alimentar, mesmo que seja para perder peso, não é o ideal. Tal comportamento pode gerar estresse e trazer poucos resultados. O recomendável é buscar o auxílio de um nutricionista para adequar a dieta aos objetivos.

Melhora a aparência

Um dos efeitos da pandemia é a queda capilar, causada por conta do estresse. Ainda que seja normal que os fios caiam todos os dias, ao perceber uma quantidade maior, é importante prestar atenção.

Somado ao desgaste emocional, a falta de uma vitamina pode ser decisiva para a saúde do cabelo. Trata-se da biotina, presente em vários alimentos, como amendoim, ovo cozido, cogumelo, trigo, etc. Colocar estes itens no dia a dia é uma forma de fortalecer os fios.

Sem contar que consumir muito açúcar e gordura pode aumentar a oleosidade da pele e até ocasionar acnes. Dessa forma, alimentos ricos nesses compostos devem ser diminuídos.

Aumenta a imunidade

Quando o assunto é como evitar doenças, não existe fórmula mágica. Porém, a alimentação saudável pode ser decisiva para fortalecer o sistema imunológico.

Nesse sentido, uma dieta balanceada deve priorizar a diversidade de nutrientes, incluindo Vitamina C, Vitamina D, Vitamina E, Zinco, Ácido fólico, entre outros. Basta escolher alimentos de verdade, como legumes, verduras, grãos e frutas para conseguir todos esses componentes. Lembrando que não há qualquer alimento capaz de combater o coronavírus.

alimentação saudável na pandemia

Alimentação saudável na pandemia / Crédito: Pixabay

Como garantir uma dieta balanceada?

Por conta da pandemia e da crise econômica, boa parte dos brasileiros pode estar com dificuldades para manter os hábitos alimentares. O preço da carne subiu 35% nos últimos 12 meses, por exemplo. Isso faz com que os consumidores precisem rever as compras.

No entanto, é possível encontrar soluções para controlar a dieta. Até porque, muitas vezes, os produtos não saudáveis, como bolachas e salgadinhos, têm preços semelhantes ao de frutas e outros alimentos que fazem bem.

Além disso, os consumidores podem optar pelas frutas e legumes da estação, o que costuma sair mais barato. Essa diferença de valores ocorre, porque, como a oferta de alimentos é maior, o preço tende a ser menor.

Outra atitude que pode ajudar nas compras é a tecnologia. Em vez de ir direto aos estabelecimentos, é possível usar a internet para comparar preços e fazer uma lista antes das compras. O Portal Kimbino (https://www.kimbino.com.br) é um dos locais onde é possível ver as promoções de diferentes mercados, como Extra, Dia, Carrefour, Pão de Açúcar, Roldão e muitos outros. Além disso, a marca contribui para a sustentabilidade, já que diminui a dependência do papel para divulgar as informações. Para os consumidores, existe ainda um aplicativo do Kimbino que pode ser instalado no celular para facilitar as compras e torná-las mais divertidas.

Como se vê, mesmo que o estresse e as preocupações com a pandemia esteja predominando, a dieta não pode ser deixada para trás. Aliás, a alimentação equilibrada é aliada da saúde e do bem-estar, agora e sempre.