Polícia encaminha conclusão de inquérito sobre mãe suspeita de estuprar o filho

Por 21 de maio de 2022

Crédito: PC

O Departamento Estadual de Proteção a Grupos Vulneráveis (DPGV) da Polícia Civil confirmou a prisão preventiva da mãe suspeita de estuprar o próprio filho. Na próxima semana, o inquérito deve ser concluído com a divulgação das informações sobre o caso.

A prisão da mãe, de 43 anos, ocorreu nessa sexta-feira. A mulher, sem possui antecedentes, foi recolhida no Presídio Feminino de Guaíba.

Em depoimento, a detida relatou que os abusos ocorriam desde meados de fevereiro contra o filho de seis anos. Seu companheiro produziu mais de 400 vídeos em que estuprava o menor de idade. A própria mãe fazia as filmagens. O homem, de 38 anos, também foi preso. Ele ainda é suspeito pelo delito de estupro de vulnerável contra a ex-companheira, que foi dopada.

A vítima foi até a casa dos pais do suspeito para visitar os filhos dela, pois moram naquele endereço. Ao chegar no local, ela foi recebida pelo homem, que a teria levado até aos fundos da casa e oferecido um suco. Após a ingestão da bebida, a vítima afirmou que ficou tonta e cambaleante.

Um print screen de mensagens e fotos enviadas pelo homem foi mostrado pela vítima para o atual companheiro, em que ela aparecia seminua, com o suspeito atrás dela sem calças. O marido da vítima acionou então a Brigada Militar, que a resgatou desorientada. O homem – que tem antecedentes criminais por lesão corporal, ameaça, injúria, furto e homicídio tentado – teve então o mandado de prisão preventiva decretado.