Parque Zoológico de Sapucaia do Sul recebe onça-pintada

Por 26 de julho de 2021

O Parque Zoológico de Sapucaia do Sul, administrado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), no fim de semana recebeu um novo morador: uma onça-pintada. O animal, um macho de quatro anos batizado de Cheetos, foi trazido de Jundiaí, interior de São Paulo, por um avião da Força Aérea Brasileira (FAB).

Cheetos vivia no Instituto Mata Ciliar desde filhote. Órfão, precisou ser tratado por humanos e, por esse motivo, não foi possível soltá-lo novamente na natureza.

Atualmente, o animal faz parte do Programa Nacional de Manejo Ex Situ de Espécies Ameaçadas de Extinção, coordenado pela Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil e pelo Instituto Chico Mendes, do Ministério do Meio Ambiente.

onça pintada Zoo Sapucaia   FAB

Crédito: Divulgação FAB

A vinda do Cheetos tem como objetivo contribuir para a conservação da espécie. A intenção da equipe técnica é que, após um processo de adaptação, o animal possa acasalar com a Mimosa, onça-pintada fêmea que habita o zoológico desde 2017.

Conforme a médica veterinária e gestora do parque, Caroline Weissheimer, “é uma espécie que está em risco de extinção e tem função importantíssima para o meio ambiente, sendo o topo da cadeia alimentar”. Diversas ações são realizadas para evitar o desaparecimento das onças-pintadas das matas brasileiras e evitar um desequilíbrio ambiental.

A onça-pintada é uma espécie nativa do Brasil e do Rio Grande do Sul. Existe em quase todo país. No Estado, há registro do animal no Parque Estadual do Turvo, no município de Derrubadas.

Cheetos se junta a outros 1,1 mil animas que fazem parte do plantel do zoológico, localizado no município de Sapucaia do Sul, região metropolitana de Porto Alegre. O parque, que conta com uma área total de 160 hectares, abriga cerca de 110 espécies nativas e exóticas de aves, répteis e mamíferos.