15.4 C
Cachoeira do Sul
quinta-feira, 25 fevereiro, 2021 - 04:33
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Papagaio é condenado a mais de 30 anos de prisão

Crédito: Paulo Bogado / Ascom / Susepe

A Justiça de Bento Gonçalves condenou a 30 anos, 7 meses e 23 dias de prisão, um dos maiores assaltantes de carros-fortes e bancos no Rio Grande do Sul. Claudio Adriano Ribeiro, também conhecido como Papagaio, foi sentenciado pelo roubo a um carro-forte da empresa de segurança Brinks. O crime aconteceu em fevereiro de 2018, na BR-470, no município da Serra Gaúcha. A decisão foi da juíza da 2ª Vara Criminal de Bento Gonçalves, Vanessa Lilian da Luz.

Papagaio cumpre pena na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc). Ribeiro foi o primeiro detento a conseguir fugir da instituição penal em 1999. De acordo com o Ministério Público (MP), Papagaio foi um dos participantes do roubo que explodiu o carro-forte e levou o dinheiro que estava no veículo. Na oportunidade, ele e outros comparsas utilizaram armas como fuzis e até uma metralhadora .50 utilizada para abater aeronaves. Papagaio foi preso no Estado do Paraná, envolvido em outro assalto semelhante.

Durante a fase de depoimentos, um dos vigilantes narrou que no crime todos os criminosos estavam com toucas do tipo ninja. Mas quando se negociava a rendição, um deles tirou a touca. Nesse momento, segundo a testemunha, foi possível visualizar Papagaio. E

No interrogatório, Papagaio negou pertencer a qualquer facção criminosa, como também sua participação no roubo ao carro forte.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região