Obras na Barragem do Capané estão adiantadas

Por 21 de outubro de 2021

Milani, secretária Silvana e Oliveira verificaram trabalhos que estão em execução / Crédito: Evandro Oliveira/SEAPDR

A secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), Silvana Covatti, vistoriou as obras emergenciais que estão em execução desde início de setembro na Barragem do Capané, localizada em Cachoeira do Sul e administrada pelo Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga). A visita ao local contou também com a presença do secretário adjunto da Agricultura, Luiz Fernando Rodriguez Junior, do diretor administrativo do Irga, Eduardo Milani, e do chefe da barragem, Romero Oliveira. Foi a primeira vez, em muitos anos, que um secretário estadual visita o local. “Fiz questão de conferir pessoalmente o avanço das obras na barragem, que é fundamental para a região e tem total atenção da Secretaria da Agricultura”, comenta Silvana, ao destacar também a força da região no setor orizícola, proporcionando geração de renda e desenvolvimento para a agricultura gaúcha.

Na barragem, está sendo construído, em caráter emergencial, um dreno de pé (uma espécie de cortina de contenção), colocado numa extensão de 2,3 quilômetros. Essa obra permitirá elevar o nível das águas novamente para sete metros (o mesmo do ano passado).

Com o trabalho concluído, será possível irrigar aproximadamente 2,5 mil hectares, beneficiando cerca de 40 lavouras de arroz. A distribuição de água para os produtores obedecerá a média dos últimos anos, conforme acordo com a diretoria da Associação dos Usuários da Barragem. Para evitar inundações, foi instalado um canal extravasor para o caso de o limite de sete metros ser ultrapassado.

Cerca de 40 lavouras na região se beneficiam com a barragem administrada pelo Irga / Crédito: Evandro Oliveira/SEAPDR

O chefe da barragem informa que a obra do dreno está adiantada. “A vala já foi aberta em toda a extensão do maciço, sendo de dois metros de profundidade por um metro de largura, onde foi colocado o tubo de 100 milímetros revestido com bidim (uma espécie de manta permeável). O dreno foi preenchido até a borda com areia”, explica Oliveira. “Depois será finalizado com uma camada de brita e uma camada de pedras maiores. Também serão construídas canaletas em toda a extensão do dreno, na parte de cima, para direcionar as águas das chuvas”, acrescenta.

O presidente do Irga, Rodrigo Machado, destaca que essa é uma das obras prioritárias do instituto. “Estamos conscientes que essa construção é muito importante para a Associação dos Usuários da Barragem. Por isso, esse assunto está sendo tratado com muito cuidado pelo diretor Milani. E estamos tentando acelerar os processos para resolver todos os problemas da barragem o mais rápido possível”, acrescenta Machado.

O diretor administrativo do Irga lembra a união de esforços do Irga, SEAPDR e do governador Eduardo Leite para a realização da obra. “Estamos muito otimistas. A barragem sempre contou com a Seção de Engenharia (engenheiro Décio Colatto) e demais técnicos do Irga, sempre atentos e dedicados aos cuidados de sua manutenção. Isto permitiu que essa obra não se tornasse ainda mais complicada”, destacou Milani, ao apontar que os trâmites burocráticos conseguiram ser resolvidos com celeridade para permitir que o trabalho tivesse resultado ainda na safra 2021/2022.