Nova Ponte do Fandango vai depender de ampla mobilização

Por 5 de agosto de 2022

Pela ponte só passam veículos até 24 toneladas. Foto: Divulgação.

Sem solução.  Assim está a situação da abertura do processo de licitação da nova ponte do Fandango sobre o Rio Jacuí, na BR-153, em Cachoeira do Sul.  As atenções estavam voltadas para este mês, no entanto, o Ministério da Infraestrutura (Minfra) revela que possivelmente a partir de setembro. Pelo menos foi o que informou em nota para o deputado federal do RS, Afonso Hamm, o secretário executivo do ministério, Bruno Eustáquio.

Ele informou que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) “está envidando esforços a fim de promover a reabilitação da Ponte Fandango. Nesse sentido, a autarquia tem dialogado com parlamentares e está elaborando anteprojeto de engenharia para reabilitação e reforço da Ponte Fandango. A expectativa é de que a licitação, na modalidade contratação integrada (projeto e obra), seja aberta ainda em 2022”.

Além disso, o secretário executivo do Minfra chama atenção para um contexto que é considerado imprescindível, para que projeto e licitação da nova ponte sejam levados adiante. “É fundamental o apoio da bancada parlamentar gaúcha na alocação de recursos, para que as obras possam ser intensificadas e que ocorra uma solução ainda no terceiro trimestre deste ano”, destacou.

ATENÇÃO

O anúncio de uma nova ponte em Cachoeira do Sul aconteceu após a travessia ter sido interrompida no final de outubro do ano passado, quando foram constatadas fissuras na estrutura, que dá acesso ao vão central. O Dnit providenciou reparos emergenciais e o trânsito foi liberado para automóveis. Mais tarde, veículos de até 24 toneladas também receberam autorização.

Já os veículos pesados que chegam ou saem da cidade utilizam a travessia do Rio Jacuí por meio de uma balsa. O serviço chegou a ser interrompido este ano devido à elevação do nível do rio. Empresas, instituições e o agronegócio cobram uma solução imediata.

IMPORTANTE

A Ponte do Fandango, construída na década de 60, ao longo do tempo não teve a devida atenção. É importante ligação para escoamento da safra e também acessa as BR-290, BR-153 e RST-287. Ou seja, toda a região central necessita da ponte em perfeitas condições.

PREFEITO

O prefeito José Otávio Germano esteve ano passado em Brasília, em audiência com o presidente Bolsonaro, quando recebeu a promessa que Cachoeira do Sul terá uma nova ponte. Esta é a expectativa, porém, será necessária ampla mobilização da região.