Museu restaura escultura tombada pelo IPHAN

Por 24 de junho de 2022

Depois de horas de um trabalho minucioso, que exige calma e cuidado, o conservador-restaurador André Medeiros, que atua no Museu Municipal Edyr Lima, concluiu o processo de restauração da escultura em madeira, atribuída aos povos das missões. O artefato faz parte das primeiras doações realizadas pelo advogado Dr. Edyr Lima, na época, Patrono do Museu Municipal de Cachoeira do Sul.

Naquela ocasião, foi elaborada uma lista dos objetos doados com uma breve descrição de cada um deles. No levantamento da documentação gerida pelo museu, procedimento necessário ao trabalho de catalogação do acervo, constatou-se algumas informações importantes sobre o objeto. Uma delas é que ela possui catalogação no Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN) que hoje leva o nome de Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Na base da escultura, observa-se o registro de catalogação RS/91-0001-355.

Foto Noticia Principal Grande

A peça é esculpida em madeira (em um bloco), sem policromia. O talhe da peça é erudito, com panejamento farto no manto, sugerindo movimento. A escultura religiosa já foi doada com os braços, cabeça e pernas mutilados e fixa em uma base redonda de madeira, colocada posteriormente. Acredita-se tratar-se da representação de São João Batista, mas não há registros oficiais sobre isso. “As intervenções realizadas foram norteadas pelo respeito aos valores intrínsecos dos bens culturais, considerando seus aspectos físicos e históricos”, explica André.

Após avaliar o estado de conservação e definir as intervenções necessárias, a higienização da obra foi o primeiro procedimento a ser executado, passando pela limpeza mecânica e química, afim de remover as sujidades mais resistentes e resíduos de gorduras e outras substâncias possivelmente depositadas sobre a peça. Após a execução dos processos de remoção das sujidades, incrustações e a consolidação da base de sustentação, o artefato recebeu aplicação de cera microcristalina como acabamento e proteção da obra.

Foto Noticia Principal Grande

Devido ao seu valor histórico, foram preservados todas as características e historicidade da peça. A base de madeira à qual estava fixada no momento da doação e na vistoria do IPHAN foi consolidada novamente a escultura.
A peça, que já estava em exposição no Museu, ganhou agora mais destaque e esta exposta na sala principal, devidamente condicionada em uma caixa de vidro e identificada para que os visitantes conheçam sua história. Essa e outras peças do acervo do Museu Municipal Edyr Lima podem ser conferidas de terça a sexta das 8h30 às 11h30 e das 14 horas as 17 horas.