Monitoramento de positivados ultrapassa 10 mil visitas em Cachoeira

Por 28 de setembro de 2021

A ação de fiscalização e monitoramento de pacientes suspeitos, positivados e contactantes para Covid-19 chegou a 10.041 visitas domiciliares. O prefeito José Otávio Germano determinou que a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Saúde visitas diárias para monitorar o cumprimento do isolamento domiciliar de pacientes positivados ou suspeitos tinha o objetivo de quebrar a cadeia de contágio e velocidade de transmissão da Covid-19.

No início da ação, Cachoeira do Sul vivia um dos piores cenários da pandemia com mais de 1,4 mil pacientes positivados ou suspeitos em isolamento e o HCB tinha uma taxa de ocupação de 129% de sua UTI Covid-19 que possuía 17 vagas e atendia a 22 pacientes, com 9 pacientes aguardando vagas e outros 12 que já haviam sido transferidos para outros Municípios.

Sob a coordenação geral da Defesa Civil, o trabalho começou em 2 de junho, contando com agentes de saúde e agentes de endemias, que visitavam diariamente os pacientes e quando identificado o descumprimento, faziam o Termo de Constatação, que era enviado para a autoridade sanitária para a devida notificação e multa.

Nos primeiros dias de ação, em média 15% dos pacientes não foram encontrados nos endereços informados, percentual que demonstrou o desrespeito ao cumprimento do isolamento domiciliar. “Esse descumprimento pode ser considerado como uma das causas do alto número de contaminados e da grave situação de internação hospitalar e consequente óbitos de cachoeirenses”, lamentou o coordenador da Defesa Civil, Edson das Neves Júnior.

Foto Noticia Principal Grande

Crédito: Ass. Com.

Ação diária levou a redução da quebra de isolamento

A ação de fiscalização e monitoramento de pacientes na cidade e interior de Cachoeira do Sul permanece sendo diária e com isto, os índices de descumprimento de isolamento, de pacientes contaminados, de ocupação hospitalar e óbitos foi reduzindo.

Júnior explica que durante todo o período de realização desta ação ela sofreu alterações. Inicialmente proposta para fiscalizar e monitorar os pacientes, ela se demonstrou eficaz no que diz respeito à aproximação dos pacientes com os Serviços de Saúde. A visita dos agentes passou a identificar alguns sinais de piora no quadro clínico de pacientes e a orientar quantos locais e serviços de atendimento como Centro de Combate a COVID-19, C3, Centro de Triagem UPA e quando necessário o acionamento do Samu.

A ação voltou sua atenção a acolhida aos pacientes, criando um formulário próprio de informações aos pacientes para o período de isolamento com orientação quanto a cuidados, sintomas e telefones de contato para dúvidas e maiores informações, ampliando também o monitoramento que era realizado por telefone, aproximando o Executivo Municipal dos pacientes sem deixar de fiscalizar e monitorar.

Decorridos 118 dias de atuação ininterrupta, a ação de fiscalização e monitoramento de pacientes suspeitos, positivados e contactantes para Covid-19 chegou a 10.041 visitas domiciliares, sendo que um domicílio é verificado o paciente e seus contactantes o que pode ser estimada em um acompanhamento de 30.123 pessoas e que originou a 373 Termos de Descumprimento de Isolamento, todos encaminhados ao Departamento de Vigilância Sanitária (DVS).

Foto Noticia Principal Grande

Crédito: Ass. Com.

Importante

O percentual de descumprimento sofreu uma redução, iniciando em 15,01% e estando hoje na média de 3,71% casos. Nos últimos dias, o número de descumprimento teve uma elevação e isso preocupa pois interfere diretamente na possibilidade de contágio. Por isso, a fiscalização manterá o rigor com aquele que for encontrado em descumprimento.

*Autor:Patricia Miranda