Matemática de Ghignatti para economizar: sai um secretário e entram duas

Por 20 de fevereiro de 2019

Com posse agendada para 8h30 desta quinta-feira (21), as pastas de Governo e Planejamento passam a ter duas titulares. A decisão do prefeito de Cachoeira do Sul, Sérgio Ghignatti, causa estranheza. A justificativa para desligar o então responsável pelas duas secretarias, Luciano Lara, foi economizar com sua saída. No entanto, Lara saiu para a entrada de duas secretária. Ou seja, dois salários a mais para pagar por mês, quando antes era apenas um. A pasta municipal de Governo fica a cargo de Necky Decker. Já a nova secretária de Planejamento passa a ser Rosimeri Arreal.

Prefeito trocou um salário de secretário para pagar dois em nome da economia / Foto: OC

O ato de posse da chefe de Gabinete Necky Deker na função de nova secretária de Governo e de Rosimeri Arreal na atividade de secretária de Planejamento está marcado para ocorrer no gabinete do prefeito.

Comunicado enviados a secretários municipais / Foto: Reprodução

Desde o desligamento de Lara, o próprio prefeito assumiu interinamente as duas secretarias. Curiosamente, as pastas têm relação direta em assessorar o chefe do Executivo Municipal. Ou seja, até então, Ghignatti assessorava a si mesmo.

Necky Decker e Rosimeri Arreal / Foto: Reprodução

Conforme o agora ex-secretário, o desentendimento com o prefeito começou nas tratativas de elaboração do projeto para implantação do sistema de estacionamento rotativo em Cachoeira. Lara chegou a sugerir que 20% do total arrecadado fossem destinados aos cofres públicos municipais. Sem explicar os motivos para mudar, Ghignatti optou por reduzir para 12% de retorno.