16.9 C
Cachoeira do Sul
sexta-feira, 4 dezembro, 2020 - 05:50
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Justiça mantém solto assassino de taxista

A juíza Lilian Astrid Ritter, da 1° Vara Criminal de Cachoeira do Sul, decidiu novamente por não decretar a prisão preventiva de Júnior Vanderlei Viana, 19 anos, assassino confesso do taxista Paulo Rogério da Rosa Morales, 53 anos, crime ocorrido no dia 1° de fevereiro deste ano. No despacho, a juíza fundamentou que Viana procurou o Poder Judiciário de uma comarca da região para comunicar que está morando com a namorada, uma adolescente de 16 anos.

No Fórum deste município, o qual não é revelado pela Justiça, Viana relatou que ele e a namorada não residem mais em Novo Cabrais por medo de represálias de membros de facções criminosas da região. Ele conta que chegou a procurar parentes em Cabrais e Cerro Branco, mas ninguém quis abrigá-lo também por medo de represálias.

Viana também obteve na Justiça a autorização para seguir morando com a namorada, com a condição de que o paradeiro da adolescente seja informado ao Juizado da Infância e Juventude.

Diante da negativa da juíza Lilian Astrid Ritter, o Ministério Público recorreu ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul para que seja decretada a prisão preventiva de Júnior Vanderlei Viana e de Casado Henrique Brandão, 38 anos, acusado de ser o mandante do crime. Brandão foi preso em flagrante no dia 1° de fevereiro, mesma data do assassinato do taxista Morales. O acusado foi preso em flagrante com drogas em casa, no Passo do Moura, em ação da Polícia Civil.

 

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região