Justiça absolve mulher que incinerou marido em forno

Por 28 de abril de 2022

Crédito: OC/Arquivo

O resultado do julgamento da agricultora de Dom Feliciano, acusada pelo assassinato do marido, foi sua absolvição, na noite desta quarta-feira. Elizamar de Moura Alves, 36 anos, respondia pela morte de Erni Pereira da Cunha, 42 anos. Foram 13 horas do Tribunal do Júri no Fórum de Camaquã.

Formado por quatro mulheres e três homens, o júri teve votação final em quatro a três. A ré foi absolvida pelo homicídio, falsidade ideológica e ocultação de cadáver.

Elizamar confessou ter dopado o companheiro e colocado seu corpo dentro de um forno de secagem de fumo em uma propriedade onde viviam em fevereiro de 2021. A defesa alegou que a mulher sofria violência doméstica e que os dois filhos do casal chegaram a ser ameaçados. A filha confirmou que a mãe sofria abusos físicos e psicológicos.

O Ministério Público deve recorrer da decisão.