Jornalista David Coimbra morre aos 60 anos

Por 27 de maio de 2022

Crédito: OC/Arte/Reprodução

O jornalista David Coimbra morreu nesta sexta-feira, aos 60 anos, em Porto Alegre. Coimbra estava internado desde domingo no Hospital Moinhos de Vento para tratar um câncer no rim descoberto em 2013. David deixa a esposa, Márcia, e o filho, Bernardo, de 13 anos.

Desde 2013, o jornalista seguia entre Boston, nos Estados Unidos, e o Brasil, para realizar tratamento experimental contra a doença.

Formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), David Coimbra trabalhou como assessor de imprensa da Livraria e Editora Sulina antes de dar início à carreira de repórter e editor, sob a qual fez carreira em jornais como Correio do Povo, Diário Catarinense, Jornal da Manhã, Jornal NH e Jornal de Santa Catarina, além das rádios Eldorado e Guaíba e da RCE TV.

Além da atuação como jornalista, é autor dos romances “Canibais – paixão e morte na Rua do Arvoredo” (2004) e “Jô na estrada” (2010), além dos livros de ensaios históricos “Jogo de damas” (2007) e “Uma história do mundo” (2012), das coletâneas de crônicas “Mulheres!” (2005) e “Um trem para a Suíça” (2011), entre outros.