11.2 C
Cachoeira do Sul
domingo, 20 junho, 2021 - 04:43
Cachoeira do Sul e Região em tempo real
  • Inicio
  • RURAL
  • Inflação leva Argentina a suspender exportações de carnes

Inflação leva Argentina a suspender exportações de carnes

Carne bovina: aumento do preço no mercado interno argentino leva país a suspender exportações / Foto: Divulgação

Em meio a uma crise sem precedentes e inflação recorde, a Argentina suspendeu as exportações de carne bovina por pelo menos 30 dias. O país tem uma das inflações mais elevadas do mundo e o custo de vida aumentou 46,3% em um ano. A medida foi tomada pelo governo na tentativa de frear o aumento do preço no mercado interno.

A argentina ostenta hoje a quarta posição no ranking mundial de exportação de carnes. No ano passado, foram vendidas para o mercado externo 819 mil toneladas do produto. “Como consequência do aumento sustentado do preço da carne bovina no mercado interno, o governo decidiu adotar um conjunto de medidas para ordenar o funcionamento do setor, restringir práticas especulativas e evitar a sonegação fiscal no comércio exterior. Enquanto as medidas terminam de ser implementadas, as exportações de carne bovina serão limitadas durante 30 dias”, afirmou a presidência. Mecanismos de exceção serão habilitados para operações de comércio exterior em curso.

Em 2020, as exportações argentinas de carne e couro bovinos alcançaram US$ 3,368 bilhões, uma queda de 16,5% na comparação com 2019. No ranking mundial, o Brasil aparece como maior exportador de carne, seguido de Austrália e Índia, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região