Grêmio e Arena apresentam protocolos para retorno de público

Por 24 de setembro de 2021

O Grêmio recebeu ao final da manhã desta sexta-feira na Arena, uma comitiva do governo do Estado para análise dos protocolos para o retorno parcial do público nos estádios. As regras desenvolvidas pelo Clube, em conjunto com a gestora, tiveram como base as diretrizes estabelecidas pelas autoridades sanitárias locais e pela CBF, implementadas desde o retorno do futebol, porém com procedimentos redefinidos de acordo com a volta da torcida.

O Chefe de Gabinete e Secretário Executivo do Gabinete de Crise Marcelo Alves, o Coordenador titular do GT Protocolos Bruno Naundorf, Coordenador suplente do GT protocolos Felipe Belle, o Técnico CEVS/RS Marcelo Vallandro e a assessora de Gabinete de Crise Carolina Gutierrez foram recebidos pelo mandatário gremista Romildo Bolzan, pelo presidente da FGF Luciano Hocsman e pelo CEO Carlos Amodeo. De parte da Arena Porto Alegrense, estiveram também presentes ao encontro, o presidente da gestora Mauro Araújo, o Diretor de Operações Paulo Rossi, o advogado Eduardo Peña e a Gerente de Marketing Vanessa Cordeiro.

Romildo Bolzan abriu a reunião dando as boas-vindas à comitiva e exaltando a sensibilidade e a compreensão de todos os agentes públicos em liberar a presença do público nos estádios, segundo ele, “de forma adequada e de acordo com a rigidez que o momento exige.” O presidente ainda complementou: “Necessitamos avançar e voltar a fomentar o futebol com a segurança e todos os cuidados necessários. É chegada a hora de poder contar com a nossa principal força, nossa torcida.”

Entre os principais procedimentos exibidos, o primeiro check point na rampa para apresentação de carteira de vacinação ou teste PCR negativo, ampliação do sistema de desinfecção de todos os setores, verificação de temperatura corporal de cada torcedor que acessar a Arena, comunicação massiva de orientação e conduta do público, além de otimização dos fluxos de entrada e saída.

Na próxima semana, devem ocorrer novos encontros entre a FGF e o grupo de trabalho do Gabinete de Crise para eventual viabilização de um novo protocolo que permita o retorno da torcida aos estádios.