Governo sem corrupção, tá ok?

Por 23 de junho de 2022

Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom

A defesa do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, preso nesta quarta-feira, admitiu que houve um depósito de R$ 50 mil na conta de Myriam Ribeiro, mulher do ex-chefe da pasta. O advogado Daniel Bialski alegou que o valor seria da venda de um carro.

Milton Ribeiro, Arilton Moura, o pastor Gilmar Santos, o advogado Luciano Musse e o ex-assessor da Prefeitura de Goiânia Helder Bartolomeu foram presos. Contra o ex-ministro recaem suspeitas de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. A investigação aponta a existência de um “gabinete paralelo” instalado no MEC, com favorecimento de pastores na distribuição de verbas. Ele que responda pelos seus atos, tá ok?