Estado suspende recurso para fraldas descartáveis a pacientes

Por 14 de outubro de 2021

O Governo do Estado suspendeu – desde o último dia 1º de outubro – a destinação de recurso para compra de fraldas descartáveis, o que estava normatizado desde 14 de março de 2019. A dispensação era feita a todos os pacientes cadastrados no Gerenciamento de Usuários com Deficiência (GUD). Agora, através da Resolução Nº 305/21 – CIB – RS, a destinação de recursos foi suspensa.

Por mês, a compra de fraldas tinha um custo de aproximadamente R$ 30 mil. A Secretaria da Saúde recebia o recurso do Estado, fazia a compra e a posterior entrega aos usuários. Com esta nova medida do Governo do Estado, 416 pessoas deixam de receber fraldas mensalmente. Cada uma retira 150 unidades por mês.

O secretário Municipal da Saúde, Marcelo Figueiró, relata que a nova resolução, suspendendo o envio de verba para comprar as fraldas pegou a equipe da Secretaria da Saúde e os usuários de surpresa. “O fornecimento gratuito de fraldas para estes usuários é fundamental para garantir suas condições mínimas de saúde. Nossa equipe está trabalhando, pesquisando e buscando alguma forma de minimizar este impacto na vida de centenas de famílias cachoeirenses”, frisa Marcelo.

Importante

Enquanto a SMS estuda uma solução, o setor de distribuição de fraldas ainda está funcionando com o restante do estoque que já havia sido adquirido pelo Município com o recurso estadual que agora foi interrompido.

Texto: Patricia Miranda