Golpe mira professores para liberação fraudulenta de valores de precatórios

Por 27 de abril de 2022

A Corregedoria-Geral da Justiça do RS faz alerta para golpe que tem tido professores como alvos e visa à liberação de créditos decorrentes de precatórios.

Em um dos casos, mensagens fraudulentas, usando a identidade de uma servidora da Comarca de Santiago, foram enviadas pelo aplicativo WhatsApp às potenciais vítimas com informações sobre a disponibilização de valores relativos aos precatórios, e que a liberação pode ser realizada por meio de contato de telefone informado.

Documentos anexados à mensagem trazem o timbre do Tribunal de Justiça gaúcho e assinatura falsificada da servidora.

Atenção

A orientação aos credores é que, antes de cederem seus créditos, procurem obter informações junto ao Serviço de Processamento de Precatórios do TJRS sobre o andamento do processo, previsão de pagamento e possibilidade de pedido/recebimento da parcela superpreferencial por doença grave, deficiente ou idoso.

Ainda, o TJRS comunica que nenhum valor é cobrado pelo Serviço de Processamento de Precatórios para a liberação das parcelas e tampouco para o pagamento do saldo ou integralidade do crédito do precatório.