General venezuelano pede que militares se revoltem contra Maduro

Por 13 de maio de 2019

Um general venezuelano pediu que as Forças Armadas se revoltem contra o governo de Nicolás Maduro em um vídeo transmitido nas redes sociais. “É hora de nos levantarmos, é hora de lutar (…), é hora de que as Forças Armadas Nacionais tomem consciência”, disse Ramon Rangel, que se identificou como general da Aeronáutica. No entanto, uma fonte próxima às Forças Armadas disse à AFP que o oficial “está há anos fora da Aeronáutica” e trabalha administrando uma “empresa estatal venezuelana em Cuba”.

Vestindo trajes civis, de um lugar desconhecido, Rangel convocou no domingo a “união militar” para “mudar esse sistema político”. Em 27 de novembro de 1992, o oficial participou de uma tentativa de golpe de Estado de aliados de Hugo Chávez, que foi presidente de 1999 até sua morte, em 2013, contra o então presidente Carlos Andrés Pérez.

Declaração acontece depois de uma fracassada rebelião militar em 30 de abril liderada por Juan Guaidó / Foto: Venezuelan Presidency