Força Tática de Cachoeira do Sul auxilia em reconstituição de morte durante abordagem policial

Por 2 de julho de 2022

Crédito: OC/Reprodução

A Força Tática da Brigada Militar de Cachoeira do Sul prestou auxílio na segurança durante procedimento de reconstituição de um caso que chocou a comunidade de Candelária. José Carlos Kolbe, 27 anos, faleceu durante uma abordagem policial no dia 14 de novembro de 2019. A avenida Pereira Rego e a rua José Bonifácio, na área central de Candelária, foram interditadas para evitar a aglomeração durante a atividade desenvolvida pelo Instituto Geral de Perícias de Santa Maria e Polícia Civil.

A reconstituição teve início por volta das 16h30 desta sexta-feira, contando com relatos e encenação de fatos relacionados ao caso.

Foram 13 testemunhas ouvidas na investigação, além das análises de laudos e perícias, resultando em um inquérito com mais de 100 páginas.

No dia da ocorrência, uma guarnição da BM foi chamada para atender uma ocorrência de perturbação do sossego. Ao chegar no local, um homem se aproximou e passou a urinar em frente aos policiais militares. Ainda segundo a Brigada Militar, ele teria entrado em luta corporal com um policial militar e tentado sacar a sua arma. Foi preciso, conforme a BM, a intervenção de um outro policial, que efetuou disparo de arma de fogo, atingindo o abdômen de Kolbe.

O rapaz foi atendido e encaminhado ao Hospital de Candelária. No entanto, durante o atendimento médico, o jovem faleceu.

Além da Força Tática da BM de Cachoeira do Sul, prestaram auxílio a 4ª Companhia da Brigada Militar de Candelária e agentes de Santa Cruz do Sul e Rio Pardo.