Fiscalização de pacientes em isolamento aciona BM

Por 20 de junho de 2021

Crédito: Ass. Com.

A ação de monitoramento e fiscalização de pacientes suspeitos ou contaminados que devem cumprir isolamento para evitar a disseminação da Covid-19 segue sendo realizada em uma força-tarefa coordenada pela Defesa Civil e Secretaria de Saúde com apoio da Brigada Militar, sendo que as demais secretarias municipais são acionadas conforme a necessidade cada caso.

Passados 18 dias do início das ações, foram 2.278 visitas realizadas e 308 revisitas a paciente em cumprimento de isolamento ou ainda cadastrada junto ao Monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde, totalizando 2.586 visitas.

Do total de visitas, foram registrados 206 autos de constatação de pacientes que não foram encontrados nos endereços informados para o cumprimento do isolamento.

Após a primeira semana de atividade, a coordenação identificou pontos a serem melhorados. Em relatório apresentado ao prefeito, o grupo recebeu a autorização para implantação de novos sistemas de gestão e controle alterando o fluxo entre os locais de coleta, Centro de Triagem Covid-19 na UPA, C3, laboratórios e farmácias que prontamente aderiram ao novo fluxo e através da coleta de informações iniciais ajudam na realização do trabalho dos agentes de endemias e Saúde que estão diretamente fazendo a visitação aos pacientes.

Com o novo fluxo, a primeira visita deverá acontecer entre 24 horas e 48 horas após o paciente realizar a coleta e receber a indicação do isolamento agilizando visita ao paciente e seus contactantes.

Neste sábado, duas ações de fiscalização mobilizaram o apoio da Secretaria de Trabalho e Ação Social e da Brigada Militar. No primeiro deles, um paciente, 57 anos, e em situação de rua, apresentou sintomas e após consulta foi realizada coleta de RT-PCR e indicado o isolamento. Como está em situação de rua, a equipe de fiscalização acionou a Secretaria Municipal do Trabalho e Ação Social que localizou o paciente para isolamento em abrigo da Prefeitura, onde deverá ficar até cumprir o isolamento ou receber alta médica.

No segundo caso, uma paciente, 51 anos, sintomática, realizou coleta de RT-PCR após consulta realizada na sexta-feira, às 11h40, quando assinou o termo de isolamento juntamente com outros seis contactantes.

A equipe de agentes visitou o domicílio indicado já na manhã deste sábado, quando foi constatado que a paciente não cumpria o isolamento. Segundo informações, ela teria saído para trabalhar.

A equipe se dirigiu até o local indicado por seus familiares, a mulher não foi encontrada. Em nova revisita, realizada no mesmo dia, a paciente foi localizada ao retornar para sua casa. Com o flagrante de descumprimento do isolamento, foram adotadas as medidas previstas: acionamento da fiscalização sanitária e da Brigada Militar para realização do Termo Circunstanciado. Ainda durante o atendimento, foi acionada a equipe do Plantão Social da STAS para atendimento da família.

Avaliação positiva

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil e Secretaria Municipal de Saúde avaliam como exitosa a ação que busca quebrar a cadeia de transmissão do vírus. Na primeira semana, foi estimado o percentual de 11,08 % de pacientes visitados em descumprimento do isolamento. No novo ciclo, o índice está a em 4,7%. “Já reduziu, mas ainda é muito alto se levarmos em conta que ninguém pode descumprir o isolamento”, destacou o coordenador da Defesa Civil, Edson das Neves Júnior.

Nesta segunda-feira, a coordenação do grupo apresentará um novo relatório ao prefeito para avaliação das ações. O relatório ainda será enviado ao Ministério Público e ao Poder Judiciário.