Filho de Lula é exonerado

Por 10 de agosto de 2021

A Assembleia Legislativa Estadual de São Paulo publicou, no Diário Oficial, ato de exoneração de Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente e ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro. O motivo, segundo informação que circula na Alesp, foi uma nova proposta de emprego.

Luís Cláudio virou réu em processo decorrente da Operação Zelotes no qual foi acusado, ao lado do pai, de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa na compra de caças suecos no governo Dilma Rousseff.

O filho de Lula estava locado no gabinete do deputado estadual Emídio de Souza (PT), recebendo salários como “auxiliar parlamentar”. A notícia da demissão foi divulgada nesta terça-feira. A justificativa para a contratação incluiu cuidar da agenda do parlamentar, tramitação de documentos, projetos e emendas, além das redes sociais, devendo trabalhar internamente e cumprir expediente todos os dias. No entanto, os bastidores políticos da Alesp apontam que ele não comparecia.

Nomeado há mais de dois anos, em abril de 2019, o filho do ex-presidiário recebia R$ 6.836,59 mensais.

O deputado estadual que o indicou para nomeação, Emídio de Souza, ex-prefeito de Osasco (SP), é tesoureiro nacional do PT.