Federarroz entrega pauta de reivindicações para ministra da Agricultura

Por 10 de novembro de 2021

Encontro de dirigente da Federarroz com a ministra Tereza Cristina teve pedido de atenção por parte do governo aos custos de produção do arroz, entre outros pontos / Foto: Mapa/Divulgação

 

A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) esteve em Brasília para encontro com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. Na ocasião, o vice-presidente da entidade, Roberto Fagundes Ghigino, entregou um ofício contendo a pauta com as preocupações relativas ao setor arrozeiro neste momento de plantio da cultura no Rio Grande do Sul.

Segundo o dirigente, entre os pontos ressaltados no documento estão o valor dos combustíveis, em especial o óleo diesel, além das dificuldades na aquisição de insumos para a lavoura, o imposto de importação à taxa zero para o arroz e os preços do grão no mercado e a alta nos custos de produção. “A ministra colocou que no caso do diesel é uma questão estadual. Sobre os insumos, ela alegou que não terá este problema de abastecimento”, destaca.

A Federarroz solicitou à ministra uma nota de esclarecimentos sobre estes fatos. Na ocasião também foi entregue a pá de homenagem da última Abertura Oficial da Colheita do Arroz e o convite para a próxima edição, que ocorrerá de 16 a 18 de fevereiro de 2022 na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS).

Com informações de Nestor Tippa Jr./Federarroz