Fechamento do Daer em Cachoeira atrasa, mas deve ser até fim do ano

Por 5 de outubro de 2021

O processo de enxugamento da estrutura do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) tinha previsão de estar concluído até agosto. No entanto, segue em andamento. Apesar do atraso, o secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, divulgou que a intenção é terminar a iniciativa até o fim do ano. A medida abrange o fechamento de seis superintendências regionais, incluindo a unidade de Cachoeira do Sul, além de Esteio, Cruz Alta, Santiago, São Francisco de Paula e Erechim. Caso ocorra um problema técnico, o fechamento ficaria para 2022. Com as mudanças, as funções das superintendências serão incorporadas por outras, envolvendo a realocação de funcionários.

Além da redução do quadro, o Governo do Estado busca mais de R$ 200 milhões em vendas e permutas de imóveis subutilizados pelo departamento.

Saiba mais

O anúncio do fechamento foi feito em fevereiro. Em coletiva por videoconferência o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, e o diretor-geral do órgão, Luciano Faustino, apresentaram as ações com a finalidade de, segundo eles, obter recursos para otimizar a estrutura da autarquia e dar agilidade às obras rodoviárias.

Perguntado sobre a necessidade de aumento na agilidade na autarquia, Faustino respondeu com foco na aprovação de projetos. “As avaliações internas de realocação de pessoal serão feitas para que setores estratégicos, como de aprovação de projetos, tenham a modificação necessária e o número de servidores adequado, para que seja possível diminuir o tempo de análise e aprovação.” Não houve referência direta sobre a liberação de autorizações de trânsito.

O secretário Costella disse que, tornando-se cada vez mais uma gestora de contratos, a autarquia deve ser modernizada e ter agilidade nos serviço prestados. O Estado projeta obter mais de R$ 200 milhões para rodovias com reestruturação. Os recursos poderão ser utilizados em melhorias de rodovias, como pavimentações e outras ações, mas o governo pode decidir também por outras destinações como a permuta pela construção de presídios.

Superintendências fechadas

O departamento pretende fechar seis superintendências regionais: Esteio, Cruz Alta, Cachoeira do Sul, Santiago, São Francisco de Paula e Erechim. As cinco primeiras terão as funções incorporadas pelas unidades de Porto Alegre, Santa Rosa, Santa Cruz do Sul, Alegrete, e Bento Gonçalves. Já Erechim terá áreas absorvidas pelas superintendências de Passo Fundo e Palmeiras das Missões. “Se somarmos a economia em água, luz, telefone, gratificações e diárias, conseguiremos reduzir os gastos aos cofres do Estado em R$ 1,15 milhão ao ano”, afirmou Costella. Segundo o governo, o Daer chegou a ter mais de 4 mil funcionários e agora conta com um pouco mais de 600.