Enchente coloca Defesa Civil em prontidão

Por 10 de setembro de 2021

Rua Moron, Cristo Rei, Seringa… Área central, bairros e localidades padecem com as consequências do alto volume de água das chuvas da semana e colocam a Defesa Civil Municipal em estado de alerta. Conforme a reportagem acompanhou, o trabalho da equipe segue monitorando a situação periodicamente com foco na possibilidade de remoção de famílias que podem ser atingidas pela situação.

Moron / Crédito: Rafael Bordignon / Fan FM

Em uma das recentes apurações da Defesa Civil, as estimativas apontavam o avanço de 6 centímetros por hora do Rio Jacuí. A previsão é que as casas acabam atingidas ao chegar em 22 metros.

Cristo Rei / Crédito: Rafael Bordignon / Fan FM

Conforme o coordenador da Defesa Civil, Edson das Neves Júnior, o monitoramento das águas está sendo feito permanentemente pela equipe, que já se organiza para uma remoção preventiva das famílias. O 3º Batalhão de Engenharia de Combate também está de prontidão para auxiliar a operação de retirada das famílias.

A Secretaria Municipal de Inclusão Social e a Secretaria da Saúde já se preparam para prestar atendimento.

Seringa / Crédito: Rafael Bordignon / Fan FM

Desde março de 2020 quando iniciou a pandemia da Covid-19, esta é a primeira vez que famílias precisam ser retiradas devido a enchente e por isso, novos protocolos precisarão ser adotados para garantir a segurança dos abrigados.

A entrada que dá acesso ao Balneário Seringa acabou cortada pelas águas. Já a estrada do Balneário São Lourenço também foi atingida com um aumento do nível.