Empresa nega extração irregular de carvão no Piquiri

Por 29 de setembro de 2021

A empresa que é investigada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente por suposta irregularidade na extração de carvão – em uma área do Piquiri – nega a denúncia. Conforme a empresa, não há irregularidade no local. “Temos todas as licenças de operação necessária e o trabalho que está sendo desenvolvido é de remoção de rejeitos para que depois se possa fazer a recuperação daquele solo”, esclarece nota divulgada pela assessoria do empreendimento. “A CRM possui um política muito forte na questão de recuperação de passivos, que envolve remoção de rejeitos e recuperação de solo com plantação de arvores nativas ou conforme estudo técnico do local”, reforça o texto.

Segundo informações encaminhadas para a Secretaria de Meio Ambiente, a empresa que estaria extraindo o carvão não teria toda documentação em dia, além de atuar sem CNPJ. Conforme apurado pela reportagem da Rádio Fandango FM, o carvão retirado estaria sendo levado para cidade catarinense de Criciúma.

De acordo com o secretário municipal Geraldo Forgearini, caso a denúncia seja confirmada, o fato pode ser levado ao conhecimento da Fundação Estadual de Proteção Ambiental para as devidas providências, já que é a responsável pela política ambiental de extração.