25 C
Cachoeira do Sul
terça-feira, 13 abril, 2021 - 12:34
Cachoeira do Sul e Região em tempo real

Embora interditada, Praia Nova está própria para banho

Praia Nova: relatório de balneabilidade da Fepam aponta condições próprias para banho, apesar de restrições impostas pela pandemia / Foto: Milos Silveira/OC

O levantamento de balneabilidade mais recente divulgado pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) aponta que a Praia Nova do Rio Jacuí encontra-se própria para banho. No entanto, o principal balneário de Cachoeira do Sul encontra-se interditado pela Prefeitura para que sejam evitadas aglomerações que possam aumentar o contágio do novo coronavírus, causador da covid-19.

Em entrevista concedida nesta sexta-feira (18) ao Programa Rádio Repórter, da Rádio Fandango, a procuradora jurídica da Prefeitura de Cachoeira do Sul, Juliana Flores, explicou que o prefeito Sergio Ghignatti optou por não fazer nenhum tipo de investimento neste começo de verão na prainha. Segundo ela, o motivo é a pandemia, justamente para não incentivar as pessoas a visitarem o balneário e se aglomerarem. Mesmo assim, o Corpo de Bombeiros do RS deve destinar salva-vidas para o local, no âmbito da Operação Verão.

Embora o governo do Estado tenha flexibilizado a permanência de banhistas em praias tanto do litoral quanto de rios, isso não sensibilizou a Prefeitura a garantir uma estrutura mínima para banho. Além disso, neste fim de semana e também nos feriadões de Natal e Ano Novo a ordem dentro da Prefeitura é para que os agentes intensifiquem a fiscalização contra as aglomerações especialmente nos balneários de rios e arroios de Cachoeira do Sul.

“Houve a opção de não se investir na Praia Nova também porque estamos em término de governo. Se o novo governo entender necessário investir na Praia Nova, pode fazer a partir der janeiro”, explicou a procuradora Juliana Flores na entrevista à Fandango. No entanto, os cachoeirenses adotaram a Praia Velha da Rua Moron como plano B para aproveitarem horas de lazer à beira do Rio Jacuí.

O LEVANTAMENTO DA FEPAM

Neste primeiro boletim, dos 90 pontos de coleta, 76 constam como próprios e 14 como impróprios, a maioria na Metade Sul do RS. “Mesmo durante o período de pandemia e de restrições aos veranistas, o Balneabilidade seguirá divulgando normalmente porque é um importante serviço aos gaúchos há 40 anos”, afirma a presidente da Fepam, Marjorie Kauffmann. Em Cachoeira do Sul, a coleta da água para análise da balneabilidade é feita por técnicos da Corsan.

Todos os pontos receberão placas informativas, identificando a condição de banho – própria ou imprópria. Os resultados também estarão disponíveis pelo web aplicativo.

O Balneabilidade é realizado desde o verão 1979/1980 e integra o projeto RS Verão Total do governo do Estado. Os resultados das análises serão divulgados todas as sextas-feiras, até o dia 26 de fevereiro. O projeto é coordenado pelo Departamento de Qualidade Ambiental da Fepam e obedece a Resolução Conama 274/2000.

Portal OCorreio
Portal de notícias de Cachoeira do Sul e Região