Em poucas horas, seis cavalos são retirados das ruas em Cachoeira

Por 17 de junho de 2021

E a irresponsabilidade continua: cavalos soltos em pontos perigosos de Cachoeira do Sul são recolhidos pela SMMA e pela Brigada / Foto: SMMA/Divulgação

Não bastasse o acidente fatal envolvendo uma vaca solta que vitimou uma jovem nesta semana, a falta de cuidado e a irresponsabilidade de proprietários de animais de grande porte continuam em Cachoeira do Sul. Força-tarefa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da Brigada Militar retirou seis cavalos das ruas nesta quarta (16) e quinta-feira (17), em pontos perigosos onde qualquer acidente tem grande potencial de ser fatal.

Às 22h desta quarta-feira, a equipe da SMMA recolheu um cavalo na Avenida dos Imigrantes, próximo ao trevo da Horbach. Já na madrugada desta quinta, perto das 4h, o 35º Batalhão da Brigada Militar recolheu outro animal na Rua Duque de Caxias, no Poço Comprido. Pela manhã, um terceiro animal foi recolhido na BR-153, no Capão da Cruz. Os três animais recolhidos foram levados ao Cempra.

Ainda nesta manhã, outros três cavalos foram recolhidos nas proximidades do Aeroclube. O proprietário foi localizado, notificado e recolheu os animais à propriedade.

Os proprietários dos três cavalos recolhidos têm prazo legal para procurar o Cempra, pagar as custas da infração e retirar o animal. Os animais que não forem retirados serão colocados à disposição das ONGs de proteção animal para posterior adoção.

O Cempra abriga hoje 15 cavalos que foram retirados das ruas. “Nossa maior preocupação é com os acidentes que esses animais podem causar, a irresponsabilidade de algumas pessoas pode custar a vida de outras”, explicou o secretário do Meio Ambiente, Geraldo Fogliarini, acrescentando que estas ações são feitas frequentemente, com a participação do próprio secretário, do coordenador do Cempra, Renier Paschoal, do fiscal ambiental Alisson Boÿink e do médico veterinário Pedro Breyer Schlabitz.